Parecia Incongruente

Estou eu aqui lendo Gênesis novamente, um dos livros da Bíblia que mais gosto porque muito explica sobre a humanidade, sobre comportamentos repetidos, sobre os planos de Deus e a maldade humana. É bom revisitar porque com a ajuda do Espírito Santo muitas coisas aprendo.

Nesse texto quero falar sobre os planos de Deus e como as vezes isso parece incongruente, ou seja, parece que a realidade não é compatível com suas promessas.

Deus promete a Abrão que ele seria pai de uma nação, disse que sua descendência não poderia ser contada, Deus a comparou as estrelas do céu e aos grãos de areia.

“Então, o levou fora e disse: Olha, agora, para os céus e conta as estrelas, se as podes contar. E disse-lhe: Assim será a tua semente. E creu ele no Senhor, e foi-lhe imputado isto por justiça.” Gênesis 15:5-6 ARC

Sabe qual incongruência? Sara, sua mulher era estéril e mesmo assim, esta concebeu Isaque na velhice conforme a promessa de Deus. Isaque se casou, tinha Deus como Senhor, assim como seu pai e Deus confirmou a sua promessa:

“E apareceu-lhe o Senhor e disse: Não desças ao Egito. Habita na terra que eu te disser; peregrina nesta terra, e serei contigo e te abençoarei; porque a ti e à tua semente darei todas estas terras e confirmarei o juramento que tenho jurado a Abraão, teu pai. E multiplicarei a tua semente como as estrelas dos céus e darei à tua semente todas estas terras. E em tua semente serão benditas todas as nações da terra, porquanto Abraão obedeceu à minha voz e guardou o meu mandado, os meus preceitos, os meus estatutos e as minhas leis. Assim, habitou Isaque em Gerar.” Gênesis 26:2-6 ARC

Sabe outra incongruência, parece que ser estéril era um problema familiar porque Rebeca, esposa de Isaque também teve dificuldades para engravidar, veja:

“Isaque orou ao Senhor por sua mulher, porque ela era estéril; e o Senhor lhe ouviu as orações, e Rebeca, sua mulher, concebeu.” Gênesis 25:21 ARA

Rebeca engravidou e gerou Esaú e Jacó. Jacó se casou com Lia e Raquel, esta segunda também era estéril, porém o Senhor olhou pro seu clamor e ela gerou filhos. No total Jacó (entre Lia, Raquel e suas duas servas) gerou 12 filhos dos quais uma nação inteira se formou, eram os hebreus.

O que eu quero dizer com isso? Deus fez uma promessa, a Bíblia diz que nosso Deus é verdadeiro e nele não há mentira. Embora a situação externa, indicasse que Abraão jamais seria pai de uma nação, Deus cumpriu a sua promessa e algo que seria muito relevante, o fato de ser estéril, não só uma geração, mas 3 gerações de mulheres estéreis se tornou irrelevante. Se Deus prometeu, ele cumpre.

Quais tem sido as promessas de Deus pra você? Será que suas lutas não tem sido exatamente para tentar te mostrar que Deus deixará de cumprir sua promessa? Mas assim como na vida de Abraão que creu, independente das circunstâncias, nós precisamos revisitar aquilo que Deus nos fala e crer que independente do que estamos vendo ou vivendo, Deus é um Pai que cumpre suas promessas. A fé foi e sempre será o combustível para vermos e recebermos o que Deus tem para nos dar. Troque o medo pela fé e veja quantas maravilhas Deus faz na sua vida para cumprir suas promessas.

Que Deus nos ajude a enxergar além de nossos olhos físicos e que nossa fé nos leve a crer em suas palavras que são verdadeiras, mesmo que eu não veja sei que Deus cumprirá todas as suas promessas e isso é motivo de paz e alegria.

ALEGRIA

Tenho pensado muito sobre essa palavra: ALEGRIA. Acho que o fato de estarmos vivendo uma época estranha da vida, onde nossas relações foram alteradas, nosso comportamento também se alterou, não temos mais liberdade plena para ir e vir, tudo isso tem gerado ansiedade por não saber como será o amanhã, medo de algo que não vemos, medo de ficar doente, medo de contribuir para a doença do outro todos esses fatores trazem como resultado o roubo da alegria, se é que tínhamos de verdade ou se apenas nos contentávamos com fatores externos.

Alegria é um estado de contentamento, júbilo.

Se então a alegria é um estado comecei a refletir que não depende de fatores externos, mas sim depende de algo que vem de dentro para fora. Contentamento, gratidão, valores, visão.

Pra ter alegria precisamos de uma vida de verdade, olhar ao nosso redor e perceber o quanto somos agraciados, afinal a própria vida já é uma dádiva. Já parou pra pensar quantos fatores devem estar alinhados para que você esteja vivo? O problema é que temos sido insatisfeitos porque olhamos para fora e focamos no que não temos. Olhamos as redes sociais, a vida que assumimos como verdade e supomos que a vida do amiguinho é melhor do que a nosso, focamos nos fatores externos. Já parou para pensar que tudo isso é ilusão?

Então, qual é a chave para a alegria? Se você crê que Jesus é Senhor, que a Bíblia é a Palavra de Deus então continue a ler esse texto porque tudo será baseado nessas duas crenças.

Primeiro, a Bíblia fala que a ALEGRIA é um fruto do Espírito e como fruto deve ser buscada (GÁLATAS 5:22).

Em João 15:11 Jesus diz que para que nossa alegria seja completa devemos:

• Permanecer no seu amor

• Guardar os mandamentos (valores ditos por Deus) – (veja também Salmos 97:11)

Em Filipenses 3:3 Paulo (apóstolo) fala para não colocarmos nossa confiança na nossa carne, ou seja, em nosso conhecimento, nossos títulos ou no que pensamos a respeito das coisas, mas ao contrário, devemos nos alegrar em Jesus (permanecer no seu amor) e naquilo que nos ensina (guardar os mandamentos).

Nessa mesma carta Paulos nos dá passos práticos para isso (Fillipenses 4:4-7), atitudes que nos trará a paz de Deus e consequentemente alegria.

Ele diz: “Alegrar sempre no Senhor” e em seguida diz o como:

• Não estando ansioso. Como? ele mesmo responde dizendo para colocarmos TUDO diante de Deus através de ORAÇÃO e SÚPLICA. Em fé confiar que Ele faz com que TUDO coopere para o bem daqueles que o amam.

• Encher o nosso pensamento com tudo o que é bom, correto e de boa fama. Largar o negativismo, virar o copo e mudar a perspectiva (Filipenses 4:8). Ou seja, capturar o pensamento, mudar a direção dele.

Para finalizar, tire uns minutinhos e pense sobre a sua ALEGRIA, ela tem sido um estado ou tem sido um momento. Se perceber que está ansioso e descontente avalie seus pensamentos e se necessário mude o rumo. Reorganize sua vida e seus pensamentos e comece a colocar para dentro o que vai gerar vida, coloque suas preocupações diante de nosso Pai e confie que Ele dará sua paz, que excede todo entendimento.

E entenda, a alegria completa nunca virá de fatores externos!

Meu blog chama “o que tenho aprendido”e foi exatamente sobre isso que aprendi nas últimas semanas após me pegar em momentos de bastante ansiedade.

Existe esforço

Nos enganamos quando achamos que o Reino de Deus não demanda esforço. Confundimos nos esforçar para adquirir a salvação e nos esforçar para viver uma vida que agrade a Deus. Quanto ao primeiro a Bíblia diz que não demanda esforço porque qualquer coisa que fizermos nunca será suficiente para nos salvar, apenas a fé em Jesus, o filho de Deus que viveu como homem, levou nossos pecados na cruz, morreu e ressuscitou é capaz de fazer isso por nós. Então, a salvação não demanda esforço porque alguém, no caso Jesus já fez o que era necessário. Ninguém é bom o suficiente.

Dito isso, vamos ao esforço que o Reino de Deus demanda. Em Romanos 12:2 Paulo fala que para experimentarmos a boa, perfeita e agradável vontade de Deus precisamos renovar a nossa mente, sem essa renovação continuaremos vivendo de acordo com o que julgamos certo ou errado, bom ou ruim e vamos combinar que nem sempre o que “achamos” está alinhado com o que Deus julga ser certo ou errado, bom ou ruim.

Essa mudança de pensamento não vem por osmose, você não é transformado num ser com poderes para julgar no instante que por fé crê no filho de Deus, precisamos conhecer a Deus para que então possamos saber sua vontade.

Aqui entra o esforço que o Reino demanda para essa transformação de mente:

1. Amar ao Senhor: ““Amai ao Senhor, vós todos os que sois seus santos; porque o Senhor guarda os fiéis e retribui com abundância aos soberbos. Esforçai-vos, e ele fortalecerá o vosso coração, vós todos os que esperais no Senhor” (Salmos 31:23-24

2. Guardar os seus mandamentos: “E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos. Aquele que diz: Eu conheço-o e não guarda os seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade. Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele. Aquele que diz que está nele também deve andar como ele andou.” 1João 2:3-6 ARC

3. Viver segundo o Espírito: no momento em que em fé cremos que Jesus é o filho de Deus, recebemos o Espírito Santo que nos capacita a viver uma vida que agrade a Deus, esse mesmo Espírito intercede por nós com gemidos, esse mesmo Espírito nos traz revelações na Palavra e nos dá poder para vivermos de acordo com a vontade de Deus.

“Quero dizer a vocês o seguinte: deixem que o Espírito de Deus dirija a vida de vocês e não obedeçam aos desejos da natureza humana. Porque o que a nossa natureza humana quer é contra o que o Espírito quer, e o que o Espírito quer é contra o que a natureza humana quer. Os dois são inimigos, e por isso vocês não podem fazer o que vocês querem.” Gálatas 5:16-17 NTLH

“E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo.” Atos 2:38 ARC

“Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da terra.” Atos 1:8 ARC

“E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.” Romanos 8:26 ARC

“A mesma coisa aconteceu também com vocês. Quando ouviram a verdadeira mensagem, a boa notícia que trouxe para vocês a salvação, vocês creram em Cristo. E Deus pôs em vocês a sua marca de proprietário quando lhes deu o Espírito Santo, que ele havia prometido. Efésios 1:13

“E peço ao Deus do nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai glorioso, que dê a vocês o seu Espírito, o Espírito que os tornará sábios e revelará Deus a vocês, para que assim vocês o conheçam como devem conhecer.” Efésios 1:17 NTLH

Poderia aqui me estender, mas apenas termino dizendo que sozinho, sem o Espírito Santo não conseguimos agradar a Deus porque o nosso espírito é corrompido. Esse Espírito é que nos capacita, se ele nos capacita é porque tem uma parte que é nossa e esse é o esforço, demanda tempo e energia para estarmos diante de Deus para que Ele transforme nossa mente e assim possamos viver sua boa, perfeita e agradável vontade.

Por Rosana B Santana

Parte Ativa: CRER

Quando pensamos em Páscoa o que vem primeiro a nossa mente? O sacrifício de Jesus? A morte dele naquela cruz? O sofrimento? A ressurreição? Pensando obviamente que você associa a data a Jesus e não ao comércio de chocolates, aliás aqui quero fazer um parênteses e uma pergunta, aos que são pais, o seu entusiasmo nessa época com seu filho é mais sobre ele encontrar os ovos de chocolate ou a ensinar o tremendo sacrifício de Jesus por nós? Enfim….

Semanas atrás estava na igreja e era dia de Ceia, o dia em que tomamos o vinho e comemos o pão, eu imediatamente pensei na Páscoa. Pensei sobre a cobertura do sangue que nos salva da morte. Não apenas uma morte física, mas espiritual que é a pior de todas as mortes porque nos separa de Deus.

A Páscoa já existia entre os judeus e era uma comemoração ao dia em que Deus salvou os hebreus da morte. Lembra das pragas do Egito? Uma delas é que o anjo da morte passaria e mataria todos os primogênitos desde os filhos até os animais, só seriam salvos aqueles que tivessem colocado no batente da porta o sangue do cordeiro. Essa era a Páscoa, pois depois desse evento o povo foi liberto da escravidão no Egito (Êxodo 12:1-14).

Em Jesus a Páscoa mudou de conotação e trouxe salvação não só aos primogênitos, mas para todos os que são cobertos por seu sangue. O sangue de Jesus foi derramado, mas a morte não o deteve, ele ressuscitou para que tivéssemos vida, apenas sua morte não traria benefício nenhum, muitos morreram em nome de algo “bom”, mas o único que ressuscitou e que tem a capacidade de com seu sangue nos livrar da morte é JESUS.

Então qual é a parte ativa dessas histórias e o que competia ao povo e o que compete a nós?

Lá no Egito a parte ativa era colocar o sangue no batente, assim o anjo da morte passaria reto e não entraria naquela casa. Hoje, a parte ativa é em fé CRER que Jesus é o Cristo, o filho de Deus que morreu e ressuscitou para que não morrêssemos, mas tivéssemos vida. O selo do Espírito Santo é colocado nos que creem e o anjo da morte espiritual não nos destruirá e assim como Jesus ressuscitou, nós também ressuscitaremos com ele.

A parte ativa é apenas crer, fazer boas obras não nos aproxima de Deus, mas as praticamos quando somos salvos pelo sangue do cordeiro. Cumprir regras não nos salva, mas quando cremos temos o desejo de agradar a Deus e o conhecer, desenvolver o seu caráter.

A parte ativa é CRER e não FAZER!

Somos salvos pela graça, ou seja, algo que recebemos gratuitamente não pagamos por isso, quem pagou foi Jesus com seu sangue!

“Depois do jantar, do mesmo modo deu a eles o cálice de vinho, dizendo: — Este cálice é a nova aliança feita por Deus com o seu povo, aliança que é garantida pelo meu sangue, derramado em favor de vocês.”
‭‭Lucas‬ ‭22:20‬ ‭NTLH‬‬

“Mas, pela sua graça e sem exigir nada, Deus aceita todos por meio de Cristo Jesus, que os salva.”
‭‭Romanos‬ ‭3:24‬ ‭NTLH‬‬

Liberdade ou Escravidão?

Hoje pensei nessa pergunta depois que mais uma vez li a história de Adão e Eva, a relação com Deus e com a serpente. Entendi porque depois da queda quem governa esse mundo é Satanás. Vou explicar.

Deus criou o homem e a mulher depois que já tinha criado tudo e deu a Terra para que eles governassem, eles deveriam ter domínio sobre todas as coisas.

Quando a mulher deu ouvidos a serpente, ela entregou esse governo pra serpente (satanás). Ao invés dela colocar a serpente no seu devido lugar, ela deu ouvidos, ao invés da serpente fazer o que Eva queria, Eva fez o que a serpente queria. Consegue ver a inversão de papéis?

Uma vez que a mulher primeiro e em seguida o homem ouviram a serpente, eles abriram mão do governo sobre toda a criação. Eles pensaram que seriam livres para ser como Deus, mas na verdade eles viraram escravos das mentiras de Satanás.

Deus orientou, o Homem deveria governar sob essa orientação, mas preferiram ouvir a serpente.

Inversão de papéis que custou a vida no jardim, com o Criador.

Aí eu pergunto, o que nossas decisões influenciadas pela suposta liberdade tem nos tirado? Você acha que faz o que quer, mas na verdade vive decidindo a partir do que se impõe como verdade, a partir do que a sociedade, a tv, os amigos sussurram no seu ouvido. Isso é liberdade? Não, isso é escravidão.

Nossa liberdade só virá quando o Rei dos reis tomar lugar na nossa vida e independente dos sussurros, decidirmos escolher obedecer a Deus.

Texto referência: Gênesis 1-3

Algumas anotações sobre Hebreus 12

Já falei isso, mas você sabe o que significa revelação? Pra mim é algo tão profundo, porque algo que eu até explicava se torna tão vivo, normalmente revelação faz relação com algo que faz muito sentido na minha vida e aí eu falo: “por que não percebi isso antes?”. Por que antes eu explicava e hoje é vivo? Hmmm Quero transformação, então preciso de revelação.

Enfim, sobre Hebreus 12… o autor está falando sobre fé, sobre caminhar em algo que não vemos, mas que nos foi prometido. Enxergar o que ainda não existe, falar como se já existisse. O autor deu exemplos de pessoas que viveram assim, com fé naquilo que Deus tinha dito pra elas, o interessante é que alguns nem viram o cumprimento dessas promessas em vida.

Todo esse contexto de fé para nos ensinar sobre caminhada, sobre diligência, perseverança, obediência. A vida dessas pessoas citadas deve servir de encorajamento para quando nos sentimos cansados. Uma das coisas que a Bíblia fala que nos cansa é o pecado, pois a luta é intensa, constante e como filhos de Deus, somos disciplinados.

O pior é que muitas vezes olhamos para as lutas e provações e entendemos como castigo, usamos a frase: “o que fiz para merecer isso”. Entendemos como punição, mas o autor da carta diz que tudo isso é um treinamento para que possamos viver o propósito de Deus. Uauuuu você já pensou que a sua história, sua luta pode ser usada para o propósito de Deus? Seu “treinamento” pode levar pessoas a conhecerem a Deus e seu amor.

Porém essa fase de treinamento não é divertida, mas se feito com diligência e adequadamente produz amadurecimento no relacionamento com o Pai.

Em momentos de lutas e provações, a pergunta deve ser: “o que posso aprender com isso?”, “Senhor, qual o teu propósito e como o meu treinamento se encaixa nisso?”. E caminhar nas promessas que Deus já te deu, com fé, sem necessariamente elementos físicos, mas espirituais. Por fé perseveramos, por fé somos diligentes naquilo que Deus já nos deu, por fé clamamos e chamamos vida o que vemos como morte. Olha pra Jesus que abriu um caminho até o Pai através do próprio sangue, caminhe com pessoas que te inspiram e são maduras no relacionamento com Deus, levanta a cabeça e continua a corrida, não para.

Por fim, Deus não está sentado como espectador indiferente, ele é como fogo que queima tudo o que precisa ser queimado e não vai desistir até que a sujeira desapareça.

Te encorajo a ler Hebreus e para ir mais fundo no que falei, leia o capítulo 11 e 12, li a versão “A Mensagem” e NVI. Poderia falar muitas coisas, mas objetividade é minha meta.

Mulher: Flor X Espada

Tenho aprendido muito sobre a mulher, sua origem, verdades abafadas pelo pecado. Especialmente com essa “briga” entre sexos, feminismo versus machismo, onde estamos realmente nesse questão toda? Quem somos de verdade?

De imediato posso dizer que somos flor, mas somos também espada. Jaja você entenderá.

De acordo com a origem, o verbo utilizado na criação da mulher significa “construir de acordo com um propósito”.

Primeira coisa muito importante, foi DEUS quem identificou que não era bom que o homem vivesse só (Genesis 2:18). O homem não tinha percebido e nem tinha observado os “casais” de animais. Temos a tendência de dar uma conotação sexual na decisão de Deus criar a mulher e quando fazemos isso reduzimos e MUITO seu papel. Não fomos criadas para um propósito sexual, embora o sexo faça parte. O comando de ser frutífero, multiplicar e subjugar a terra foi dado aos dois, homem e mulher, colocando assim a importância dos dois com mesmo peso e medida (Genesis 1:27-31). Cada um com seu papel! Mulher não é homem e se entendermos nosso chamado espiritual, essa besteira de competição vai por água a baixo. Não tem melhor ou pior, mais ou menos importante.

No hebraico o “estar sozinho”simboliza desordem e Deus identificou que de alguma forma havia uma “desordem” no fato do homem estar sozinho.

Mas vamos a FLOR e a ESPADA. A palavra utilizada para descrever a mulher é Ézer Kenegdo (ajudadora idônea), a primeira significa AJUDA e a outra, OPOSIÇÃO. Mais ou menos assim, no caso do homem ser JUSTO e ABENÇOADO, ela ajuda/apoia, se ele é FRACO e INJUSTO, ela se opõe. Talvez devêssemos entender qual o papel do homem para julgar o que é ser justo/injusto ou fraco e resumindo o homem foi chamado a lembrar e obedecer as instruções de Deus, expressar adoração no que faz (trabalho). A mulher é aquela que o ajuda nessa missão de lembrar para que ele possa obedecer, cria um ambiente seguro para que ele possa expressar a adoração onde quer que esteja ou no que quer que faça.

Como Flor é aquela que lembra e o apoia a exercer seu chamado diante de Deus.

Como Espada se opõe, traça limites para que ele volte e desenvolva seu chamado de acordo com o que Deus propôs pra ele.

Ser uma mulher que apenas fala “sim, senhor” para seu marido não o ajuda em sua missão. Ajuda e oposição estão diretamente ligados ao seu propósito de ser aquela que “foi construída com um propósito”. Somos fortes por natureza, protegemos por natureza, somos guerreiras por natureza, uma natureza que Deus, nosso criador nos deu.

Leia provérbios 31 e identifique-se naquela mulher, uma mulher que descreve essas qualidades que falei acima, ela não é utópica. Ela trabalha, cuida para que tudo esteja em ordem (no sentido literal), não deixa faltar nada, etc etc etc

Somos resgatadas por Jesus, redimidas em seu sangue, tire os entulhos que atrapalha enxergar quem você realmente é diante de Deus.

Referências: Gênesis 1:27-31; Gênesis 2:18; Provérbio 31.

Minha Identidade – Mulher

Muitas coisas começam a fazer sentido, imagina um turbilhão de pensamentos passando pela minha cabeça. Não consigo ordena-los, mas vou tentar fazer por partes.

Segundo um doutor em hebraico, entendemos equivocadamente o motivo pelo qual Deus criou a mulher. Lendo sobre isso, muitos textos começam a fazer sentido e a palavra suporte ou ajudadora não me soa mais como subserviente. Segundo Dr Moen, o papel da mulher não é o de companheira doméstica, assistente ou ainda “vice” em trabalhos públicos. Quando Deus criou a mulher, Ele a designou como guardiã do homem para que este se mantivesse firme e fiel a Deus. Mais ou menos assim: Adão guardaria o jardim e Eva guardaria Adão.

Com esse entendimento fica fácil ver porque a serpente enganou Eva e esta decidiu comer do fruto. Aquela que deveria guardar/guiar Adão para uma obediência a Deus, ignorou seu papel de o AJUDAR e o SUPORTAR a permanecer firme e fiel a Deus e o direcionou a desobedecer a orientação do Criador.

Daí pra frente, vemos tanto mulheres que desempenham seu papel original, descrita em Provérbios 31. Uma mulher ativa, sábia, que tanto no seu trabalho diário (seja dentro ou fora de casa), como no seu lar é respeitada, valorizada e amada. Por outro lado vemos mulheres que levam seus maridos, filhos e quem está ao redor a ruína, porque exercem uma influência negativa e contrária a sua designação, sendo manipuladora e controladora. (2 Crônicas 22:3; Provérbios 7:1; 5)

Quando nascemos de novo, Jesus restaura quem somos e isso é lindo! Podemos ser a mulher de Provérbios 31 e a mulher planejada por Deus no Éden.

Que o Pai nos ajude a sermos mulheres/esposas GUARDIÃS, levando maridos, filhos e os que nos rodeiam a permanecer firmes e fiéis a Deus.

Vou escrever mais sobre isso, aguardem! ❤

TEXTOS:

 “Então o Senhor Deus declarou: “Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e lhe corresponda”.” Gênesis 2:18

“Uma esposa exemplar; feliz quem a encontrar! É muito mais valiosa que os rubis.
Seu marido tem plena confiança nela e nunca lhe falta coisa alguma.” Provérbios 31:10-11

“Meu filho, obedeça às minhas palavras e no íntimo guarde os meus mandamentos.” Provérbios 7:1

 “eles o manterão afastado da mulher imoral, da mulher leviana e suas palavras sedutoras.” Provérbios 7:5

 “Ele também andou nos caminhos da família de Acabe, pois sua mãe lhe dava maus conselhos.” 2 Crônicas 22:3

 

 

Davi, homem segundo o coração de Deus

Muitas coisas se escrevem sobre o porque Davi foi um homem segundo o coração de Deus, já ouvi e acho até que fiz comentários do tipo: “apesar da lambanças de Davi, ele ainda foi considerado um homem segundo o coração de Deus”. Que comentário mais “fail” rsrsrsrs

Porque Davi era um homem segundo o coração de Deus? Simplesmente porque Deus disse que ele era, simples! Deus não nos deu grandes análises do porque, qualquer coisa que se fale ou escreva é pura conclusão própria, erradas? Talvez não, mas o fato é que Deus falou isso antes mesmo de Davi ser rei e em decorrência a desobediência de Saul. 1Samuel 13:13-14 diz que Saul desobedeceu ao Senhor e por isso seu reinado não seria perpetuo em Israel, logo em seguida Samuel diz que o senhor procurou um homem segundo seu coração e o designou líder do povo.

Davi era músico e pastor de ovelhas, literalmente, e nessa posição foi que o senhor estabeleceu o reinado de Davi e o considerou segundo seu coração. Davi nem sonhava que seria rei e muito menos que o Senhor procurou e achou nele alguém segundo seu coração. Isso não é incrível? O que Davi tinha de especial aos nossos olhos? NADA! Nem seu pai considerou que ele pudesse ser o ungido, e apresentou todos os filhos a Samuel, menos Davi.

Sem nem desconfiar, boa parte da vida de Davi foi um treinamento, o temor a Deus, o destemor dos ursos e leões. Ele desenvolveu suas habilidades e caráter enquanto tocava harpa e apascentava ovelhas, tarefas que pra ele eram corriqueiras.

Fico pensando se sou sábia para aprender enquanto vivo e mansa para estar exatamente onde devo nessa hora, sem reclamar. O Senhor nos treina e nos usa de formas que nunca sonhamos. Um dia olharemos para trás e veremos o quanto da nossa jornada se tornou ferramentas nas mãos do Senhor.

Ficar atento e tirar o máximo de aprendizado do presente é o mais sábio a fazer e assim como Davi, ter certeza de quem é nosso Senhor e do seu poder nos fará “matar leões”, “matar ursos” e  “matar golias”.

Ao invés de lamentar sobre nossa posição hoje, pergunte ao Espírito Santo o que podemos aprender, se disponibilize para Seu chamado. Deixe o Senhor te encontrar e dizer “já escolhi alguém pra essa tarefa, alguém segundo o meu coração”.

Lembre-se, Deus não chamou Davi de homem segundo seu coração porque Ele tinha feito tudo como Deus queria, mas o chamou bem antes porque tinha certeza de que Davi faria. Um coração manso e obediente é o que Deus procura.

‘Disse Samuel: “Você agiu como tolo, desobedecendo ao mandamento que o Senhor, o seu Deus, deu a você; se tivesse obedecido, ele teria estabelecido para sempre o seu reinado sobre Israel. Mas agora o seu reinado não permanecerá; o Senhor procurou um homem segundo o seu coração e o designou líder de seu povo, pois você não obedeceu ao mandamento do Senhor ”. ‘ 1 Samuel 13:13-14

‘Depois de rejeitar Saul, levantou-lhes Davi como rei, sobre quem testemunhou: ‘Encontrei Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração; ele fará tudo o que for da minha vontade’ . ‘ Atos 13:22