O orgulho pode nos impedir de receber o que precisamos

Deus tem falado muito comigo sobre orgulho e o quanto isso pode nos impedir de receber o que precisamos. A Bíblia fala que Deus resiste ao soberbo, mas dá graça ao humilde (Provérbios 3:34 e Tiago 4:6), ou seja, o soberbo não recebe a graça que o humilde recebe.

Na história de Naamã (2 Reis 5 – se vc tem uma Bíblia leia esse capítulo) vemos que o fato dele julgar como deveria ser sua cura quase o impediu de receber o que foi buscar, afinal um oficial renomado não poderia ser curado com um simples banho num rio que na cabeça dele nem era tão bom quanto o rio que passava em seu país.

Alguns pontos que feriram o orgulho de Naamã:

1. Eliseu não foi pessoalmente falar com Naamã, mandou que um empregado fosse;

2. O recado foi para que ele se lavasse sete vezes no rio Jordão e só!

Como eu sei que o orgulho de Naamã foi ferido? Veja o que ele fala:

“Mas Naamã ficou muito zangado e disse: — Eu pensava que pelo menos o profeta ia sair e falar comigo e que oraria ao Senhor, seu Deus, e que passaria a mão sobre o lugar doente e me curaria! Além disso, por acaso, os rios Abana e Farpar, em Damasco, não são melhores do que qualquer rio da terra de Israel? Será que eu não poderia me lavar neles e ficar curado? E foi embora muito bravo.” 2Reis 5:11-12 NTLH

Naamã ficou muito bravo porque embora tenha ido buscar ajuda, julgou que sabia como a cura deveria ser feita. Ele se julgava muito superior e um banho no rio era algo muito simples.

Ainda bem que no caso de Naamã alguém teve coragem de confrontar o orgulho e o questionou. O final da história é que Naamã faz o que Eliseu mandou e foi curado.

Mas fiquei pensando quantas vezes o orgulho nos impede de receber o que precisamos, coisas que temos buscado em Deus.

As vezes a tua “cura” está no perdão, as vezes na confissão, as vezes no assumir que errou ou as vezes apenas no demonstrar respeito, honra e amor pelo seu próximo que pode ser seus pais, cônjuge, filhos, amigos.

Quanto mais você e eu resistirmos em fazer o que tem que ser feito, mais o que buscamos vai demorar e não adianta pensar que isso não tem a ver com você ou comigo porque temos essa raiz de orgulho que precisa ser quebrada.

O nosso desafio no dia a dia é identificar e orar por pessoas como o empregado de Naamã para nos ajudar a enxergar nosso orgulho e assim ceder a humildade.

O que não temos recebido por conta do nosso orgulho? Sabe áreas da sua vida que não vão pra frente de jeito nenhum? Faça uma autoanálise e veja se o seu romper não está no arrependimento. Não seja o sabichão!

Que nossa humildade atraia a graça de Deus!

“O Senhor está perto dos que têm o coração quebrantado e salva os de espírito abatido.” Salmos 34:18 NVI

O problema da racionalização (Marcos 6:1-6)

Estava falando com a minha família e psicóloga que tenho esse problema, o de racionalizar tudo. Na verdade meu fisioterapeuta fala que tudo eu corticalizo, ou seja, pra eu executar “simples” tarefas do tipo andar penso comigo “primeiro o calcanhar, depois piso forte, impulsiono, levanta o joelho e foi! Dei um passo”. Outro exemplo e esse foi o que mais pegou dia desses porque interferia na maneira que eu andava. Relaxar o músculo para que o fisioterapeuta soltasse meu quadril, eu pensava “preciso relaxar, mas como?” E aí eu perguntava “como faço isso” e a resposta era sempre “apenas relaxa, respira, solta o corpo” e por mais que eu repassasse essa sequência na cabeça não conseguia atingir o objetivo que era relaxar porque lá estava eu tentando levar para o campo da racionalização algo que quando deitamos na cama é o que fazemos…. Soltar o corpo! Resultado, aquele dia a fisio foi um desastre.

Por que estou falando isso? Porque estava lendo um texto no livro de Marcos e aparece uma situação em que o povo racionaliza algo que eles deveriam simplesmente crer. E essa racionalização os levou a não enxergar com os olhos da fé o que estava acontecendo e com isso o texto fala que Jesus “não pode” fazer mais milagres a não ser algumas curas naquele lugar.

Enquanto Jesus pregava, apesar de reconhecerem a sabedoria, começaram a se perguntar se aquele não era o filho do carpinteiro com irmãos e irmãs que moravam naquele lugar, como se aquilo o descredenciasse para demonstrar as maravilhas do Reino de Deus.

Fiquei pensando quantas vezes perdemos de ver e viver o Reino de Deus com todas as suas maravilhas porque levamos para o campo do racional algo que apenas nossos olhos da fé poderiam ver.

Para experimentar tudo o que Deus tem pra nós precisamos desligar a chavinha do racional e acionar a alavanca da fé. A fé nos faz ver e viver milagres, mesmo quando todos a sua volta duvidam, quando há fé no filho de Deus ele vem e nos cobre com seu Espírito.

Foi tão intensa a falta de fé em Nazaré que o texto termina dizendo que Jesus ficou admirado com a falta de fé deles. Uau! Eles estavam com o filho de Deus, o Messias e não perceberam.

No que diz respeito a fé, algumas situações durante alguns anos me ensinaram a tirar as situações do natural e trazer para o sobrenatural, em determinados momentos a certeza era tanta que talvez alguns olhavam pra mim e pensavam “acho que ela não enxerga a situação, como pode ter tanta paz?”. E o tempo passava e conseguia enxergar no natural tudo aquilo meus olhos espirituais estavam vendo. Tenho visto muitos milagres com meus olhos da fé.

Foi fácil ou tem sido fácil? Não! Porque como comecei esse texto, o meu natural me leva a racionalizar tudo, mas como um exercício comecei a ver primeiro no espírito, quando o medo vê, coloco tudo aos pés do Senhor como Paulo nos ensina em Filipenses 4:6 “Não se preocupem com nada, mas em todas as orações peçam a Deus o que vocês precisam e orem sempre com o coração agradecido”, e assim fui construindo a minha fé.

Como você tem visto as situações? Com os olhos da fé ou apenas com os olhos naturais, racionalmente?

Jesus disse que quando ele fosse para o Pai veríamos milagres ainda maiores do que os que ele realizou e que se pedíssemos em seu nome veríamos muitas coisas extraordinárias acontecendo. Eu creio nisso e você?

Não seja como o povo de Nazaré, viva e experimente o reino de Deus com os olhos da fé e não os naturais.

“Jesus voltou com os seus discípulos para a cidade de Nazaré, onde ele tinha morado. No sábado começou a ensinar na sinagoga. Muitos que o estavam escutando ficaram admirados e perguntaram: — De onde é que este homem consegue tudo isso? De onde vem a sabedoria dele? Como é que faz esses milagres? Por acaso ele não é o carpinteiro, filho de Maria? Não é irmão de Tiago, José, Judas e Simão? As suas irmãs não moram aqui? Por isso ficaram desiludidos com ele. Mas Jesus disse: — Um profeta é respeitado em toda parte, menos na sua terra, entre os seus parentes e na sua própria casa. Ele não pôde fazer milagres em Nazaré, a não ser curar alguns doentes, pondo as mãos sobre eles. E ficou admirado com a falta de fé que havia ali. Jesus ensinava nos povoados que havia perto dali.”
‭‭Marcos‬ ‭6:1-6‬ ‭NTLH‬‬

ATOS 13:15-39 – A pregação do Evangelho

Nesse capítulo Paulo prega o Evangelho em sua essência.

Quem se denomina cristão algum dia escutou essa mensagem que Paulo pregou, creu e em seguida recebeu o Espírito Santo que é o selo de Jesus em nós. Somos descendentes de uma cultura judaica-cristã, ou seja, aquilo que cremos se originou no povo judeu, o povo que a princípio Deus escolheu para representar a sua vontade aqui na Terra.

Mas a pergunta é, se você tiver que explicar A Mensagem ou a Boa Notícia ou ainda o Evangelho você sabe? É nisso que você crê?

Temos vivido tempos em que as igrejas estão cheias, porém com pessoas que não necessariamente entenderam o porque estão lá. A notícia do Evangelho é poderosa e muda nossa vida literalmente da água para o vinho, nosso velho homem é substituído por uma nova natureza, a natureza de Cristo.

Caso você creia em Cristo, mas não necessariamente entendeu qual é essa Boa Notícia, assim como Paulo fez aquele dia na sinagoga, vou contar pra vocês:

Nos primeiros capítulos de Gênesis vemos que Deus criou um mundo perfeito. O ser Humano todos os dias se encontrava com Deus e se relacionava com Ele. Quando fomos criados, Deus disse: “Façamos o Homem a nossa imagem e semelhança”, ou seja, fomos criados a imagem de Deus, semelhantes a Ele, porém por um instante isso fugiu do coração de Eva e em seguida de Adão, pois foram enganados pela serpente e acharam que essa semelhança apenas viria caso comecem do Fruto do conhecimento do Bem&Mal. Foi então que o pecado entrou no mundo, pela desobediência, por duvidarem daquilo que Deus já tinha dito, a verdade de que eram semelhantes a Deus. A perfeição se desfez e o Homem conheceu um mundo mal, com ervas daninhas, com morte, com dor, com sacrifício.

Mesmo o Homem tendo pecado, Deus sempre quis resgatar um povo para que esse demonstrasse seu amor e a sua vontade para o ser humano, foi então que a partir de Abraão ele chamou um povo. Para esse povo foram dadas leis das quais eles deveriam viver, porém mais uma vez eles falharam miseravelmente. Vez após vez o povo pecava e andava no caminho contrário ao que o Eu Sou havia planejado.

Foi então que em determinado período da história Deus enviou seu filho Jesus para ser sacrifício em nosso lugar. A missão dele era cumprir fielmente aquilo que Deus havia planejado e ser Salvador, agora não só dos judeus, mas todos quanto cressem nele.

Primeiro veio João Batista que já anunciava o arrependimento, abrindo caminho para o Cristo (o enviado).

Jesus veio e cumpriu fielmente o que as escrituras diziam, cumpriu a lei, porém morreu injustamente, foi crucificado. Mas no terceiro dia ressuscitou, andou entre os discípulos durante 40 dias e subiu aos céus, sentando a direita de Deus Pai.

Esse Jesus do qual os Homens crucificaram se tornou Salvador e Senhor daqueles que creem. Precisamos nos arrepender da rebelião contra Deus e crer que o único que pode levar os nossos pecados é Jesus, apenas através dele temos a Salvação e a reconciliação com Deus. Não existe meio termo! Não é por boas obras ou por andar de forma “correta” que seremos salvos, até porque somos incapazes de cumprir toda a lei, é somente através de Jesus que a reconciliação virá. É nisso que você crê?

Porque Deus amou o mundo tanto, que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna.” João 3:16 NTLH

Jesus é aquele de quem as Escrituras Sagradas dizem: “A pedra que vocês, os construtores, rejeitaram veio a ser a mais importante de todas.” A salvação só pode ser conseguida por meio dele. Pois não há no mundo inteiro nenhum outro que Deus tenha dado aos seres humanos, por meio do qual possamos ser salvos.” Atos 4:11-12 NTLH

Meus irmãos, todos vocês precisam saber com certeza que é por meio de Jesus que a mensagem do perdão de pecados é anunciada a vocês. Precisam saber também que quem crê é libertado de todos os pecados dos quais a Lei de Moisés não pode livrar.” Atos 13:38-39 NTLH

Contar o que aconteceu

Desde o princípio o conhecimento de Deus para as próximas gerações esteve relacionado ao “contar”. Desde a antiguidade o povo era estimulado a contar às próximas gerações, a contar aquilo que eles tinham visto e vivido.

O povo de Israel deveria contar sobre os grandes feitos no Egito, como Deus os libertou da escravidão, como eles milagrosamente atravessaram o Mar Vermelho ou como Deus livrou seus primogênitos da morte (história da Páscoa).

Quando Josué assumiu a liderança do povo para entrarem na terra prometida, Deus o estimula a fazer marcos para que lembrassem e contassem as próximas gerações como o grande Eu Sou os liderou nessa posse de Terra.

“e disse: — Passem adiante da arca da aliança do Senhor, o Deus de vocês, e sigam até o meio do Jordão. Cada um ponha no ombro uma pedra, uma para cada tribo de Israel.” Josué 4:5 NTLH

E assim foi durante toda a história antiga dos judeus, o milagre acontecia e Deus os estimulavam a contar, isso os mantinham vivos na sua relação como povo de Deus, também levava a um temor de Deus tanto por parte do povo quanto por parte daqueles que ouviam sobre cada história.

“O Senhor, o Deus de vocês, secou o Jordão para vocês atravessarem, assim como secou o mar Vermelho para nós passarmos. Por causa disso todos os povos da terra vão conhecer o poder do Senhor, o Deus de vocês, e vocês o respeitarão para sempre.” Josué 4:23-24 NTLH

Com Jesus não foi diferente, muitos milagres aconteceram e o maior deles foi sua morte e ressurreição após o terceiro dia. Depois de ressuscitado ele instruiu:

“Então ele disse: — Vão pelo mundo inteiro e anunciem o evangelho a todas as pessoas. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado. Aos que crerem será dado o poder de fazer estes milagres: expulsar demônios pelo poder do meu nome e falar novas línguas; se pegarem em cobras ou beberem algum veneno, não sofrerão nenhum mal; e, quando puserem as mãos sobre os doentes, estes ficarão curados.” Marcos 16:15-18 NTLH

O Evangelho é sobre contar, mas agora não só para que o povo lembre que o seu Deus é grande e poderoso, agora o contar traz vida para os que ouvem e creem. Os milagres demonstram o poder e a grandiosidade desse Deus que nos acolhe em amor e testifica que não há outro que possa nos salvar ou trazer vida aos nossos corpos mortais.

“A salvação só pode ser conseguida por meio dele. Pois não há no mundo inteiro nenhum outro que Deus tenha dado aos seres humanos, por meio do qual possamos ser salvos.” Atos 4:12 NTLH

Todas as vezes que anunciamos esse Deus maravilhoso, através do grande acontecimento que foi a ressurreição de Jesus, trazemos vida não só para nós, mas para aqueles que nos ouvem. Cada milagre que vemos hoje, é apenas uma pequena demonstração que nos ajuda a entender e a expandir o Reino de Deus, afinal o maior de todos os milagres foi a ressurreição de Jesus que possibilitou que não só judeus, mas a todos aqueles que creem possam ser filhos de Deus. “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que creem no seu nome;” João 1:12 ARA

Foi isso que os discípulos fizeram no começo da igreja que mais tarde foi chamada de cristã, muitas pessoas foram acrescentadas com o poder do Evangelho, o poder da Palavra (Jesus), o poder da ressurreição (leia o livre de Atos).

Viva e demonstre os milagres de Jesus, há poder nesse nome, CONTE essa história, mantenha-se vivo e leve vida aos que o ouvem.

JÚBILO

“Celebrai com júbilo ao Senhor, todas as terras. Servi ao Senhor com alegria, apresentai-vos diante dele com cântico. Sabei que o Senhor é Deus; foi ele quem nos fez, e dele somos; somos o seu povo e rebanho do seu pastoreio. Entrai por suas portas com ações de graças e nos seus átrios, com hinos de louvor; rendei-lhe graças e bendizei-lhe o nome. Porque o Senhor é bom, a sua misericórdia dura para sempre, e, de geração em geração, a sua fidelidade.” Salmos 100:1-5 ARA

Em quase todas as minhas orações falo “porque o SENHOR é bom, o seu amor dura para sempre e de geração em geração o SENHOR tem demonstrado a sua fidelidade”. Hoje fui direcionada ao Salmos 100.

Uma das nossas armas contra o inimigo e contra as nossas provações e tribulações é o louvor a Deus.

Não importa a situação louve e sirva ao Senhor porque é no louvor e no serviço que encontramos esse Deus bondoso, misericordioso e fiel.

Ele é Deus, Ele é bom, Ele nos fez e somos dele. Ele é Deus, Ele é o criador de TODAS as coisas, o seu domínio não tem fim. Tem ideia de cada estrela no céu ou o mar que tem o seu limite? Foi Ele que os colocou em seu lugar. Tem ideia de que o universo era um caos e Ele organizou tudo de forma perfeita e o caos deixou de existir? Tem ideia que pra existirmos muitas células, muitas mínimas organizações celulares tem que existir? Tem ideia que pra você se movimentar muitas coisas tem que estar ajustadas em você e na Terra? Tem ideia que todo esse alinhamento quem fez foi nosso Pai celestial? Tem ideia que em Jesus somos parte do seu povo?

Então celebre, cante, deem graças porque tudo isso é muito maravilhoso, tudo ao redor fica pequeno. Todas as coisas passam, mas nosso Deus continua o mesmo sempre.

Celebre com júbilo ao SENHOR!

O Fogo Não se Apagará

“O fogo do altar nunca se apagará; deverá ficar sempre aceso. Todas as manhãs o sacerdote porá lenha no fogo, arrumará em cima a oferta que vai ser completamente queimada e queimará a gordura das ofertas de paz. O fogo nunca se apagará no altar; deverá ficar sempre aceso.”Levítico 6:12-13 NTLH

Na época da lei, o sacerdote recebeu orientação para que o fogo do altar nunca se apagasse. Todas as manhãs o sacerdote deveria colocar lenha no fogo para que a chama estivesse sempre acesa.

Quando li isso no livro de Levíticos, um livro de leis no velho testamento logo associei com o papel daqueles que creram que Jesus Cristo é o filho de Deus, que foram salvos porque confessaram seus pecados e declararam que ele é Senhor (“A salvação só pode ser conseguida por meio dele. Pois não há no mundo inteiro nenhum outro que Deus tenha dado aos seres humanos, por meio do qual possamos ser salvos.” Atos 4:12 NTLH)

Pedro diz que por causa de Jesus, o Pai nos fez nação santa, sacerdócio real, povo de sua propriedade exclusiva (1Pedro 2:9-10). Se somos sacerdotes do Rei, também fomos chamados para manter a chama acesa porque é ela que nos manterá ligados com Deus Pai e fará com que o seu chamado pra nós seja exercido. Qual chamado?

Pedro mesmo responde, fomos chamados para anunciar os atos poderosos de Deus que nos chamou da escuridão para a luz.

Quando lemos o livro de Atos fica muito claro que a chama é o Espírito Santo e este habita em nós, Ele é a chama que precisa ser alimentada.

Talvez você esteja se perguntando, mas como acendo a chama todos os dias?

• A primeira coisa é confessando nossos pecados e reconhecendo que dependemos de Deus para estarmos na luz e para expressar e viver sua vontade que é boa, perfeita e agradável.

• Segundo, nos relacionando com esse Deus diariamente através das disciplinas espirituais que são basicamente: leitura da Palavra (Bíblia), oração, adoração, jejum.

Quer estar perto de Deus? Acenda a chama todos os dias, assim como faziam os sacerdotes e lembre-se que nós somos o altar, a chama queima em nós e o fim é o a expressão dos atos poderosos de Deus, a expressão do seu Reino e a vivência da sua vontade que é boa, perfeita e agradável.

“Mas vocês são a raça escolhida, os sacerdotes do Rei, a nação completamente dedicada a Deus, o povo que pertence a ele. Vocês foram escolhidos para anunciar os atos poderosos de Deus, que os chamou da escuridão para a sua maravilhosa luz. Antes, vocês não eram o povo de Deus, mas agora são o seu povo; antes, não conheciam a misericórdia de Deus, mas agora já receberam a sua misericórdia.”1Pedro 2:9-10 NTLH

O Fluxo de um encontro com Jesus

Morava ali um homem rico, chamado Zaqueu, que era chefe dos cobradores de impostos. Quando Jesus chegou àquele lugar, olhou para cima e disse a Zaqueu: — Zaqueu, desça depressa, pois hoje preciso ficar na sua casa. Zaqueu desceu depressa e o recebeu na sua casa, com muita alegria. Zaqueu se levantou e disse ao Senhor: — Escute, Senhor, eu vou dar a metade dos meus bens aos pobres. E, se roubei alguém, vou devolver quatro vezes mais. Então Jesus disse: — Hoje a salvação entrou nesta casa, pois este homem também é descendente de Abraão. Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar quem está perdido.”
‭‭Lucas‬ ‭19:2, 5-6, 8-10‬ ‭NTLH‬‬

Imagino que naquela altura do campeonato Jesus já tinha despertado curiosidade em muita gente e por esse motivo todos queriam vê-lo. Os que se reconheciam necessitados, seja por estarem doentes ou atormentados queriam não apenas vê-lo, mas toca-lo e de alguma maneira ser alcançado pelo poder que carregava.

Seja pela curiosidade ou pela necessidade, o movimento em direção a Jesus acontecia.

Nesse texto específico vemos um chefe de cobradores de impostos se esforçando para ver quem era esse tal de Jesus. Acontece que ele foi notado pelo mestre, aquele que dentre o povo judeu era considerado pecador e portanto não merecedor dessa atenção foi notado. Jesus então se convida pra jantar na casa de Zaqueu. Nem sei como Zaqueu não caiu da árvore tamanha surpresa hahahaha o fato é que com MUITA alegria ele recebeu Jesus.

Em nenhum momento do texto Jesus o cobra de alguma postura ou atitude, mas a santidade e poder que Jesus carregava eram tão intensos que tudo o que estava fora do lugar tendia a entrar nos eixos. Em seu íntimo Zaqueu sabia que sua atitude enquanto chefe dos cobradores de impostos não condizia com a justiça e isso o constrangeu a se alinhar com aquele que anda em retidão. Jesus não levava só cura do corpo e do espírito, ele levava cura da alma que traz alinhamento com todo o resto. Jesus é portador de luz e quando a luz chega as trevas se dissipam.

Vivemos numa sociedade que discute muito o certo e o errado, se devemos fazer assim ou assado, acusamos pessoas de intolerância quando muitas vezes nos juntamos a conivência.

Como seguidores de Jesus, filhos do Deus da luz, portadores do Espírito Santo devemos viver como Jesus viveu. Carregar a luz que é própria daqueles que vivem alinhados com o Reino de Deus porque nesse caso, assim como Jesus, falaremos menos e viveremos mais e veremos mais transformações, não de acordo com nossas ideias, mas de acordo com aquilo que o próprio Deus está fazendo. Levaremos menos confusões e acusações e seremos mais portadores de luz e onde a luz chega as trevas se dissipam.

Busque a Deus em primeiro lugar, viva sua história no secreto com nosso Pai, tenha encontros com Jesus e transborde o Espírito Santo, isso sim fará diferença na sua esfera de amizades e atuação. O resultado pode ser como o de Zaqueu, arrependimento, entrega e salvação!

O que uma macarronada e um Kibe tem a ver com Deus

Tem situações que nos trazem muitos questionamentos e confusões, embora eu tenha a minha fé bem firmada no autor e consumidor da vida, estar com limitações num leito de hospital é algo que traz bastante chateação, incerteza.

Tenho ouvido de muitas pessoas que isso é apenas uma pedra no caminho, que não posso colocar o foco naquilo que estou vendo, mas preciso focar naquilo que ainda não vejo, ou seja, na minha plena recuperação porque isso é fé. É enxergar o que ainda está oculto aos nossos olhos humanos. Tenho orado e me exercitado, tenho falado com Deus e ele conhece os desejos profundos do meu coração, mas além desses desejos profundos, Deus se mostrou atento aos meus pensamentos superficiais, vou contar e você vai perceber o quanto meu Pai de amor está comigo nesse processo.

Acordei domingo pela manhã um pouco chateada, de repente me vi em pensamentos comuns, de uma vida saudável e comum. Até aquele momento estava completamente sem apetite, fiquei praticamente uma semana sem comer, mas naquela manhã meus pensamentos me levaram num almoço comum de domingo, com macarronada e frango assado, chegou a dar água na boca, eu realmente desejei aquela simplicidade do domingo. Enfim, as horas se passaram e meu almoço chegou, quando abro a bandeja lá estava a macarronada e o frango dos meus pensamentos. Estava tão saboroso, tão bonito e nesse momento vi o Senhor falar comigo “eu estou com você”. Aquele momento me encheu de esperança.

Parece algo tão pequeno, mas essa pequena demonstração de cuidado fortaleceu a minha fé e mostrou que quando somos amigos de Deus Ele está atento a nós e não só ao que verbalizamos, mas ao que pensamos.

O mesmo aconteceu no dia seguinte, comecei a pensar em salgadinhos de festa e em seguida pensei, nossa um kibe cairia bem. Quando veio o cardápio, para minha surpresa uma das opções era kibe 😱 Esse é meu Deus, enquanto estou aqui Ele vai se mostrando presente nos mínimos detalhes e na hora oportuna sairei daqui melhor do que entrei.

Tenho certeza!

“Que a sua felicidade esteja no Senhor! Ele lhe dará o que o seu coração deseja. Ponha a sua vida nas mãos do Senhor, confie nele, e ele o ajudará.” Salmos 37:4-5 NTLH

Das coisas que nunca imaginamos

Estou numa situação que jamais pensei estar, nem nos meus piores pesadelos imaginei ficar tantos dia num quarto de hospital. Confesso que é assustador, confuso e muitas vezes desanimador.

Fazendo de uma longa história, curta. Viajei por 3 semanas fora do país, antes de ir tive uma severa sinusite resultando em dor de dente e tudo mais, mas tratei e fiquei bem. Logo em seguida tive uma coceira no ombro que finalizava com uma ardência, não dei bola, em seguida dores no pescoço e torcicolo, isso tudo enquanto viajava. No dia que embarcaria acordei com muita náusea, passei o dia nauseada, não conseguia sentir o cheiro de nada que embrulhava meu estômago, enfim voltei para o Brasil e os sintomas continuaram por vários dias até que fui a primeira vez no hospital, fiz vários exames, tudo em ordem, porém sem apresentar melhora, sai do interior e vim num hospital em SP, exames repetidos, tudo normal. Só tinha uma coisa que não estava normal além dos enjoos claro, afinal vomitar por 7 dias seguidos não é nada normal. Um lado do meu corpo começou a amortecer, começou na altura do peito e foi descendo até minha perna esquerda. Depois de passar duas vezes pelo pronto atendimento, resolvi marcar um neurologista e um gastro. Deus é tão bom que consegui agenda logo para a manhã do dia seguinte e entendam isso como um cuidado de Deus porque são médicos extremamente ocupados e sem agenda. Depois da visita ao médico fui encaminhada com urgência para o hospital para uma ressonância magnética de emergência com a suspeita de uma inflamação na medula. Depois disso não voltei mais pra casa, internada desde então e com um diagnóstico de inflamação na medula que estava se estendendo com bastante velocidade. A essa altura minha perna esquerda está sem força. Coisas básicas como levantar o pé, hoje faço com bastante esforço e pensando bastante no movimento. No começo do texto descrevi tudo o que tive desde a sinusite porque nosso corpo é tão inteligente que estava dando sinais de que tinha algo desalinhado.

Apesar de tudo isso estar sendo muito assustador, tenho reconhecido a mão de Deus em todo o processo e não será esse obstáculo que me tirará o foco de quem importa e de quem dá demonstrações claras de que está comigo, meu amado Jesus.

Estou num hospital referência recebendo tratamento de ponta para tentar combater esse problema que é considerado uma doença autoimune, não sabemos ainda o que desencadeou, se a sinusite ou outro fator, mas jaja descobriremos.

“Estejam sempre alegres, orem sempre e sejam agradecidos a Deus em todas as ocasiões. Isso é o que Deus quer de vocês por estarem unidos com Cristo Jesus.”

1Tessalonicenses 5:16-18 NTLH