PONTO ZERO by Pedro B Santana

E se hoje fosse o ponto zero da sua vida, o que você faria? Essa pergunta não sai da minha cabeça, eu não paro de refletir nela. Se hoje você pudesse nascer de novo, deixando para trás todas as coisas e avançando para um novo alvo o que você faria?, em Filipenses 3:13-14 fala:13 Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, 14 prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus.

Para tudo e olhe a sua volta: como tem sido a sua vida? É essa a vida que você sempre sonhou e sempre buscou? A verdade é que se os nossos olhos não estiverem fixos em Jesus nossas vidas não será da forma como sempre sonhamos, mas porque? Porque não estaremos vivendo aquilo que nascemos para fazer, que primeiramente é adorar e o louvar o nome de Jesus Cristo, segundo porque Deus tem planos perfeitos para a nossa vida e melhor do que ninguém até de nós mesmos Ele sabe o que é bom e perfeito para nós. Agora para tudo novamente e coloque o seu coração diante de Deus por alguns instantes e pense nessas minhas perguntas.

Eu tenho gastado um tempo em cima disso e te respondo: Essa não tem sido a vida que eu sempre sonhei e sempre busquei, não tem a ver com os bens materiais e com as grandes conquistas, tem a ver que eu entendi que Jesus precisa ser o centro da minha vida e os meus olhos precisam estar fixos nEle, por isso eu voltei meu coração para Cristo e fixei meus olhos ainda mais nEle para que daí eu possa viver a boa e agradável vontade de Deus, meu alvo é Cristo e todas as outras coisas me serão acrescentadas. Quero encorajar você hoje a fixar seus olhos em Cristo, abandonar tudo aquilo que você entende como certo e errado e se render ao temor de Deus na sua vida, vivendo assim da forma como Deus sempre sonhou para você, mas eu te digo seja forte e corajoso e não desista na primeira dificuldade, mas coloque ela diante de Cristo.

Faça hoje o seu ponto zero e fixe os seus olhos em Cristo Jesus

Uma pequena reflexão – oração de Davi

(Referência: Salmos 144:11-15, transcrito no final do texto)

Você pode achar que nossas atitudes afetam apenas a nós mesmo, isso é uma grande mentira. Nossas decisões e ações são como uma pedrinha bem pequena atirada na água que reverbera por toda a nossa volta.

Quanto mais cedo decidimos ter Deus como nosso Senhor através da declaração de que Jesus é Rei e que ressuscitou dos mortos para nos reconectar com Deus Pai, mais frutos bons e de justiça colheremos. Faremos boas escolhas.

Voltando a pedrinha no lago, quantas vezes falamos “nunca fizemos ou falamos isso ou aquilo na frente do nosso filho e ele está reproduzindo exatamente igual”. Quantas vezes vemos problemas perpetuarem por gerações?

Se queremos ter como resultado bons frutos, Davi através desse Salmos nos mostra o caminho das pedras. No versículo 11 ele ora para que Deus o livre das mãos dos filhos estranhos, em outra tradução diz ““Dá-me libertação; salva-me das mãos dos estrangeiros, que têm lábios mentirosos”e continua “cuja a mão direita é a destra da iniquidade” outras traduções falam sobre mão de falsidade. Ou seja, Davi ora para que Deus o livre de más companhias, de pessoas que enganam e que não tem cerimônia nenhuma quanto a quebra de valores do Reino de Deus que tem a ver com amor, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade, fé, brandura, temperança. Ao contrário, cultivam a imoralidade sexual, a impureza, as ações indecentes, a adoração a outros deuses, feitiçarias, inimizades, brigas, ciúmes, acessos de raiva, ambição egoísta, desunião, divisões, invejas, bebedeiras, farras e outras coisas parecidas com essas.

Se nossas conversas e comportamentos tem mais a ver com a segunda lista do que com a primeira, talvez precisamos avaliar se não estamos andando com “filhos estranhos”. Já é provado que muitos dos nossos pensamentos e comportamentos estão ligados ao ambiente que decidimos conviver. Assim como Davi, peça a Deus que te ajude a encontrar boas companhias, pessoas que te ajudam a crescer, pessoas que ajudam a forjar a sua vida. Tenha Jesus como Senhor e você será bem aventurado, agraciado, Davi descreve alguns benefícios e resultados:

“Para que nossos filhos sejam, como plantas, bem-desenvolvidos na sua mocidade; para que as nossas filhas sejam como pedras de esquina lavradas, como colunas de um palácio; para que as nossas despensas se encham de todo o provimento; para que os nossos gados produzam a milhares e a dezenas de milhares em nossas ruas; para que os nossos bois sejam fortes para o trabalho; para que não haja nem assaltos, nem saídas, nem clamores em nossas ruas.” Salmos 144:12-14 ARC

Observe suas pedrinhas, quais tem atirado no lago. Peça sabedoria para escolher bem porque mesmo que seja no “secreto” a pedrinha vai reverberar. E aí é aquilo, não adianta plantar mamão e querer colher laranja!

Oro para que Deus, nosso Pai, nos livre das mãos dos filhos estranhos, cuja boca fala vaidade e cuja mão direita é a destra da iniquidade. Em nome de Jesus.

“Livra-me e tira-me das mãos dos filhos estranhos, cuja boca fala vaidade e cuja mão direita é a destra da iniquidade. Para que nossos filhos sejam, como plantas, bem-desenvolvidos na sua mocidade; para que as nossas filhas sejam como pedras de esquina lavradas, como colunas de um palácio; para que as nossas despensas se encham de todo o provimento; para que os nossos gados produzam a milhares e a dezenas de milhares em nossas ruas; para que os nossos bois sejam fortes para o trabalho; para que não haja nem assaltos, nem saídas, nem clamores em nossas ruas. Bem-aventurado o povo a quem assim sucede! Bem-aventurado é o povo cujo Deus é o Senhor!”
‭‭Salmos‬ ‭144:11-15‬ ‭ARC‬‬

Existe esforço

Nos enganamos quando achamos que o Reino de Deus não demanda esforço. Confundimos nos esforçar para adquirir a salvação e nos esforçar para viver uma vida que agrade a Deus. Quanto ao primeiro a Bíblia diz que não demanda esforço porque qualquer coisa que fizermos nunca será suficiente para nos salvar, apenas a fé em Jesus, o filho de Deus que viveu como homem, levou nossos pecados na cruz, morreu e ressuscitou é capaz de fazer isso por nós. Então, a salvação não demanda esforço porque alguém, no caso Jesus já fez o que era necessário. Ninguém é bom o suficiente.

Dito isso, vamos ao esforço que o Reino de Deus demanda. Em Romanos 12:2 Paulo fala que para experimentarmos a boa, perfeita e agradável vontade de Deus precisamos renovar a nossa mente, sem essa renovação continuaremos vivendo de acordo com o que julgamos certo ou errado, bom ou ruim e vamos combinar que nem sempre o que “achamos” está alinhado com o que Deus julga ser certo ou errado, bom ou ruim.

Essa mudança de pensamento não vem por osmose, você não é transformado num ser com poderes para julgar no instante que por fé crê no filho de Deus, precisamos conhecer a Deus para que então possamos saber sua vontade.

Aqui entra o esforço que o Reino demanda para essa transformação de mente:

1. Amar ao Senhor: ““Amai ao Senhor, vós todos os que sois seus santos; porque o Senhor guarda os fiéis e retribui com abundância aos soberbos. Esforçai-vos, e ele fortalecerá o vosso coração, vós todos os que esperais no Senhor” (Salmos 31:23-24

2. Guardar os seus mandamentos: “E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos. Aquele que diz: Eu conheço-o e não guarda os seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade. Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele. Aquele que diz que está nele também deve andar como ele andou.” 1João 2:3-6 ARC

3. Viver segundo o Espírito: no momento em que em fé cremos que Jesus é o filho de Deus, recebemos o Espírito Santo que nos capacita a viver uma vida que agrade a Deus, esse mesmo Espírito intercede por nós com gemidos, esse mesmo Espírito nos traz revelações na Palavra e nos dá poder para vivermos de acordo com a vontade de Deus.

“Quero dizer a vocês o seguinte: deixem que o Espírito de Deus dirija a vida de vocês e não obedeçam aos desejos da natureza humana. Porque o que a nossa natureza humana quer é contra o que o Espírito quer, e o que o Espírito quer é contra o que a natureza humana quer. Os dois são inimigos, e por isso vocês não podem fazer o que vocês querem.” Gálatas 5:16-17 NTLH

“E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo.” Atos 2:38 ARC

“Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da terra.” Atos 1:8 ARC

“E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.” Romanos 8:26 ARC

“A mesma coisa aconteceu também com vocês. Quando ouviram a verdadeira mensagem, a boa notícia que trouxe para vocês a salvação, vocês creram em Cristo. E Deus pôs em vocês a sua marca de proprietário quando lhes deu o Espírito Santo, que ele havia prometido. Efésios 1:13

“E peço ao Deus do nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai glorioso, que dê a vocês o seu Espírito, o Espírito que os tornará sábios e revelará Deus a vocês, para que assim vocês o conheçam como devem conhecer.” Efésios 1:17 NTLH

Poderia aqui me estender, mas apenas termino dizendo que sozinho, sem o Espírito Santo não conseguimos agradar a Deus porque o nosso espírito é corrompido. Esse Espírito é que nos capacita, se ele nos capacita é porque tem uma parte que é nossa e esse é o esforço, demanda tempo e energia para estarmos diante de Deus para que Ele transforme nossa mente e assim possamos viver sua boa, perfeita e agradável vontade.

Por Rosana B Santana

Deus abençoa a escolha de Rute

Resumindo grossamente, Rute é uma moabita que ficou viúva e mesmo sem perspectiva escolheu ficar com sua sogra e seu povo, ou seja, Rute escolheu ser estrangeira entre o povo de Deus.

Muitas coisas aprendo com a história de Rute, mas quero destacar um tema principal que está no capítulo 2 do livro com mesmo nome. A Proatividade e excelência de Rute.

Por um lado a sogra que até mudou o nome de Noemi para Mara, que quer dizer Amarga, do outro Rute que ao invés de se amargurar e lamentar foi em busca de trabalho, já que todos os homens da família haviam morrido. Assim ela foi recolher espigas.

Não era o melhor trabalho do mundo, aliás na minha cabeça seria o pior porque trabalhar o dia todo debaixo do sol não deve ser moleza, mesmo assim Rute o executou com garra e excelência. Como sei disso? Veja o versículo 7 do capítulo 2: “Ela me pediu que a deixasse recolher e juntar espigas entre os feixes, após os ceifeiros. Ela chegou cedo e está em pé até agora. Só sentou-se um pouco no abrigo”.” 

A excelência e garra de Rute despertou o interesse de Boaz (dono da terra e mais tarde ela vem a saber que ele era seu resgatador) que resultou em favor/bênção. Vejo isso no versículo 8-9 do capítulo 2:  Disse então Boaz a Rute: “Ouça bem, minha filha, não vá colher noutra lavoura, nem se afaste daqui. Fique com minhas servas. Preste atenção onde os homens estão ceifando, e vá atrás das moças que vão colher. Darei ordem aos rapazes para que não toquem em você. Quando tiver sede, beba da água dos potes que os rapazes encheram”.” 

A atitude de Rute me mostra algumas coisas:

  1. Nossa condição, não necessariamente dita nosso futuro. Ser fiel traz bênção e não maldição. Ela ficou viúva, sem perspectivas, poderia ter voltado para seu povo e sua terra, mas ainda assim escolheu cuidar de sua sogra e estar com o povo de Deus. “Rute, porém, respondeu: “Não insistas comigo que te deixe e que não mais te acompanhe. Aonde fores irei, onde ficares ficarei! O teu povo será o meu povo e o teu Deus será o meu Deus!” Rute 1:16 
  2. Mesmo em meio a dificuldades, ficar parado não é uma boa escolha. Nosso movimento nos aproxima da bênção de Deus. “Rute, a moabita, disse a Noemi: “Vou recolher espigas no campo daquele que me permitir”.Rute 2:2
  3. Quando temos a motivação correta, Deus coloca pessoas no nosso caminho que acabam sendo portas abertas. “Então ela foi e começou a recolher espigas atrás dos ceifeiros. Casualmente entrou justo na parte da plantação que pertencia a Boaz, que era do clã de Elimeleque.” Rute 2:3
  4. A excelência traz o favor de Deus e das pessoas. “Boaz respondeu: “Contaram-me tudo o que você tem feito por sua sogra, depois que você perdeu o seu marido: como deixou seu pai, sua mãe e sua terra natal para viver com um povo que você não conhecia bem. O SENHOR retribua a você o que você tem feito! Que seja ricamente recompensada pelo SENHOR, o Deus de Israel, sob cujas asas você veio buscar refúgio!”” Rute 2:11-12 

Termino dizendo a mim mesma: “não fique parada lamentando tudo o que dá errado na vida, seja proativa, se movimente porque Deus se movimentará e abrirá portas e trará favor.”