A voz no meio da tempestade

A vida de Jó estava uma literal desgraça. Aliás é disso que lembramos quando falamos de Jó, das desgraças que aconteceram e ainda usamos a expressão “paciência de Jó”. Não sei bem o motivo dessa expressão, mas não expressa a realidade não, afinal Jó estava bem impaciente com aquela condição. Talvez a paciência se refira a ainda escutar seus amigos, os verdadeiros “amigos da onça”. Tá na pior? Arrume amigos como os de Jó… brincadeira.

Mas a ênfase aqui é outra. Conforme lia a partir do capítulo 38 a resposta de Deus a Jó, o meu coração foi se enchendo de temor e ao mesmo tempo de esperança, afinal esse Deus que Criou os detalhes desse universo é meu Pai, a sabedoria está nele, ou melhor, Ele é a própria sabedoria.

Vai me dizer que você nunca foi a praia, sentou na areia de frente para o mar e se perguntou, como podem essas águas terem tanto controle? É tanta água que poderia cobrir a Terra, mas ela para na areia, como pode isso? Deus nos dá essa resposta:

““Quem foi que estabeleceu os limites para o mar, quando as águas surgiram do abismo? Quem foi que cobriu o oceano de nuvens e escuridão? Onde você estava quando tracei os limites ao mar, de onde as ondas não podem passar, e disse: ‘Até aqui você pode vir, mas daqui para a frente as suas ondas altas e orgulhosas não podem passar’?”

Jó 38:8-11 NBV-P

Minha nossa, como explicar um Deus tão grande assim, com todo esse poder? O problema da autossuficiência é que perdemos a oportunidade de descansar nos braços desse Deus grande e maravilhoso. Por muitas vezes esse ano utilizei o texto de Filipenses 4:6-8 como lembrança do que tenho que fazer no meio da tempestade:

“Não se aflijam com nada; em vez disso, orem a respeito de tudo; contem a Deus as necessidades de vocês, e não se esqueçam de agradecer-lhe. Se fizerem isto, vocês experimentarão que a paz de Deus, que excede todo o entendimento, conservará a mente e o coração de vocês em Cristo Jesus. E agora, irmãos, ao terminar esta carta, quero dizer-lhes mais uma coisa. Firmem seus pensamentos naquilo que é verdadeiro, nobre e direito. Pensem em coisas que sejam puras e agradáveis e detenham-se nas coisas excelentes. Pensem em todas as coisas pelas quais vocês possam louvar a Deus.”

Filipenses 4:6-8 NBV-P

Outro exercício que faço é olhar para o céu, ver os pássaros voando, as nuvens se mexendo, o sol ou a lua se movimentando. Mais uma vez me lembro do autor dessa obra de arte e me pergunto, o que é tão grande para esse Deus que criou todas essas coisas?

Tenho certeza que se você buscar a Deus, manifestado em Jesus, Ele vai te encontrar em meio a tempestade, assim como fez com Jó. A resposta talvez não seja o que você espera, mas uma coisa é certa, assim como Jó você compreenderá quem é esse Deus e o conhecerá não apenas de ouvir falar, mas o conhecerá porque o encontrou e o temor gerado será tão grande que todas as demais coisas ficarão pequenas perto desse Deus tão grande e então você entenderá que:

“Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. Pois estou convencido de que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes, nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.”

Romanos 8:37-39 NVI

Não sei qual a tempestade que você está passando, mas caso esteja no meio de uma, busque a Deus. A Bíblia fala que o Pai foi manifestado no filho (Jesus) e que este ressuscitou e enviou seu próprio Espírito para habitar em nós e assim pelo Espírito seremos consolados e receberemos paz mesmo no meio da tempestade.

Seja encorajado pela história de Jó, não murmure, agradeça porque com certeza mais são as coisas para agradecer. No mais, descanse e entregue nas mãos do Deus que pensou em cada detalhe da criação, do Deus que nos conhece desde o ventre da nossa mãe. Do Deus que enviou seu próprio filho para morrer e ressuscitar para nos dar vida e nos reconciliar consigo e ainda nos deixou o Espírito Santo que confirma em nossa coração que não mais somos escravos, mas filhos.

O Princípio que nos livra de Encrencas

Provérbios 9:10-11 diz: “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo é prudência. Porque por mim se multiplicam os teus dias, e anos de vida se te acrescentarão.”

Em outra versão diz: “Para ser sábio, é preciso primeiro temer a Deus, o Senhor. Se você conhece o Deus Santo, então você tem compreensão das coisas. A sabedoria fará com que você viva uma vida mais longa.”

Estamos numa época em que a palavra “temor” não está muito em alta, aliás o que é temor se aprendemos que não devemos temer ninguém, afinal “quem é você para me ensinar ou falar algo?”, isso é transferido pra Deus, nosso Pai também. O conceito de “Deus me ama” entrou num nível em que se tolera qualquer coisa, afinal Deus é amor 🤨

A questão é que mesmo “amando” a Deus, passamos em cima dos outros, nos julgamos melhores do que os outros, passamos por cima dos sentimentos em nome “da verdade”, somos cruéis, maldizemos e por aí vai. Tudo em nome do “eu, eu, eu”.

Acontece que a Bíblia nos ensina sobre sermos sábios e crentes maduros buscam a sabedoria, ela também ensina sobre prudência que significa cautela, sensatez, paciência ao tratar assuntos difíceis. Tanto a sabedoria quanto a prudência são conceitos práticos e refletem diretamente na nossa vida cotidiana.

Falamos bastante sobre a primeira parte desse versículo que diz que o princípio da sabedoria é o temor do Senhor, mas esquecemos que ele também fala sobre prudência e esta é adquirida a partir do conhecimento de Deus.

Quando o buscamos, sabemos quem Deus é, sua glória, sua grandeza, seu poder, necessariamente isso nos leva a prudência no nosso agir, no proferir nossas palavras, na irritação que temos, na ira que muitas vezes se acende dentro de nós. Mas ter apenas conhecimento racional não faz de nós pessoas sábias. A sabedoria leva a edificação, amor.

Temer a Deus e saber que diante da cruz somos todos iguais, pecadores, nos faz estender graça, nos faz entender que a melhor resposta é a prudência e a consciência de que a graça e misericórdia são estendidas a nós todos os dias.

Você sabe o que significa temer a Deus? Alguma vez decidiu a partir desse temor? Conhecer ao nosso Pai poderoso tem ajudado no seu processo de temê-lo?

Ou vc é do tipo que primeiro faz, fala e depois pensa ou talvez nem pense?

Se na sua vida cotidiana, nas suas decisões e na sua prática do conhecimento o temor do Senhor não está envolvido, comece a orar e pedir uma revelação sobre isso. Porque Deus é grande, é o Criador de todas as coisa, é poderoso e está acima de todo nome que existe nos céus e na terra. Arrependa-se e encontre esse lugar, assim a glória de Deus será resplandecida através da sua vida do contrário serão apenas palavras e falar até papagaio fala!

O resultado da sabedoria é vida!

Cuidado com o que fala

“Não digam palavras que fazem mal aos outros, mas usem apenas palavras boas, que ajudam os outros a crescer na fé e a conseguir o que necessitam, para que as coisas que vocês dizem façam bem aos que ouvem.” Efésios 4:29 NTLH

Teve uma época da vida que eu era muito irritadiça, quando eu digo muito, é muito mesmo. Me irritava com pessoas, com redes sociais, com qualquer coisa que me deixava indignada. Aliás é isso, tinha um nível de indignação surreal dentro de mim. Até que um dia vi uma postagem de uma amiga, ela nem sabe, que mexeu muito comigo e me senti envergonhada com esse jeito e necessidade de expressar sempre meus pensamentos. A partir daquele dia tomei algumas medidas e decidi que não seria mais assim.

Estou contando isso porque apesar dessa minha indignação constante e necessidade de ter sempre algo para falar ou uma resposta na ponta da língua, de forma consciente pensava: “cuidado com as palavras, não use nenhuma que depois se arrependa”. Isso acontecia principalmente dentro de casa, afinal sou de uma geração que não sai falando o que quer para as pessoas sem pensar antes, o “falo a verdade mesmo” ia até um certo limite.

Quantas vezes tinha atrito em casa e as palavras que diminuíam viam na ponta da língua e eu as engolia, quantas vezes evitei em falar com amigos sobre meu marido para que esses não ficassem com raiva junto comigo, pensava que no futuro isso poderia ser ruim. Quantas vezes pensei muito antes de falar qualquer coisa para meu filho para de forma nenhuma diminuí-lo. Esses dias mesmo estava tomando café e no caixa da cafeteria tinha uma mãe com um filho adolescente, o filho descuidado pegou um salgado na mão e logo derrubou no chão, a mãe indignada logo falou: “você não sabe fazer nada direito”. Eu fiquei tão chocada e triste, como uma mãe fala isso para um filho?

Temos que diariamente tomar cuidado com nossas palavras porque estas podem construir ou destruir, podem animar ou desanimar, levar ou tirar esperança. A Bíblia nos adverte sobre isso em vários textos. Na carta de Tiago a língua é comparada com uma chama de fogo que pode incendiar uma floresta, fala também que bênção e maldição podem vir do mesmo lugar (Tiago 3: 2-12).

No versículo de Efésios diz para usarmos palavras boas que ajudam os outros a crescer, que façam bem. Poderia citar muitos outros versículos bíblicos a respeito desse assunto, mas vou ficar com esses.

Cuide daquilo que sai da sua boca e construa pontes ao invés de muros, levante pessoas ao invés de derrubá-las, gere vida e não morte.

Fale a verdade em amor. Termino com uma dica em comunicação, seguindo o princípio do versículo que usei no começo a ideia é não usar palavras que fazem mal ao outro, que tragam ideia de desprezo ou que rebaixem. Para não ter erro, ao invés de falar “você é isso” ou “você é aquilo”, fale dos seus sentimentos, por exemplo, “quando você faz ou fala ………., me sinto……”. Pratique, tenho certeza que começara a construir pontes e gerar vida ao seu redor.

Desgraçada ou Agraciada?

Pesado o título né? Mas quantas vezes nos sentimos uns desgraçados? Ou seja, sem graça alguma.

Estou vivendo um ano extremamente turbulento, muitas vezes me pego respondendo que está tudo bem para amigos realmente interessados, amigos mais chegados que irmão, quando na verdade a vida está um caos, apenas porque não quero que olhem pra mim e digam no seu íntimo: “essa é uma desgraçada, só acontece calamidade na vida”.

Mas hoje pela manhã em meio a mais um caos que nos ronda pensei: “desgraçada ou agraciada?”, lembrei da passagem de Tiago que diz: “Meus irmãos, a vida de vocês está cheia de dificuldades e de provações? Então, considerem isto motivo de grande alegria, porque, quando a sua fé é provada, a perseverança de vocês tem uma oportunidade de crescer. Portanto, deixem a perseverança crescer, agindo plenamente em vocês. Porque, quando a perseverança de vocês estiver afinal plenamente crescida, vocês estarão preparados para qualquer coisa, e serão fortes de caráter, íntegros, sem que lhes falte coisa alguma.” Tiago 1:2-4 NBV-P

Cheguei a conclusão de que o fato de passar por várias tribulações na verdade é graça e não desgraça, é oportunidade. No meio do caos temos a oportunidade de exercer a fé e a esperança que nos leva a perseverança. Quando nos colocamos debaixo da forte mão de Deus, com confiança, o resultado é um caráter forte, integridade, sabedoria, crescimento espiritual.

Temos medo, um gelo na barriga? Sim!!! Afinal estamos sendo espremidos, forjados, lapidados. Um filho pequeno se arrisca quando o pai fala “pode vir”, mas mesmo com medo se joga. É isso, vai mesmo com medo porque sabemos quem está nos segurando com a mão.

Só tem oportunidade de exercer fé quem passa por situações que exigem isso, então sinta-se um agraciado. Além disso, só aproveita a oportunidade e exerce fé na tribulação quem tem a convicção de que Deus é soberano sobre todas as coisas, quem o conhece, quem declara que em Jesus somos mais que vencedores porque ele mesmo venceu a morte. Não importa o desfecho de cada história, já somos vencedores em Cristo.

Finalizo dizendo que tem muitas coisas que nos fogem do controle e nessa hora é que podemos ver o agir de Deus em nós e o que podemos fazer? Paulo nos diz:

“Não se aflijam com nada; em vez disso, orem a respeito de tudo; contem a Deus as necessidades de vocês, e não se esqueçam de agradecer-lhe. Se fizerem isto, vocês experimentarão que a paz de Deus, que excede todo o entendimento, conservará a mente e o coração de vocês em Cristo Jesus.”

Filipenses 4:6-7 NBV-P

É um desafio porque temos a tendência de querer controlar tudo, mas para que tenhamos um equilíbrio emocional precisamos colocar TUDO diante de Deus, todas as aflições e em troca ele nos dará uma paz que excede nosso entendimento e uma mente e coração saudáveis.

Viva o processo segurando na poderosa mão de Deus. Aproveite a oportunidade e cresça!

Como você percebe?

Ouvi uma frase essa semana que diz: “Agimos de acordo não com o que sabemos, mas de acordo com o que percebemos”, e outra “achar caminhos para mudar a percepção e então por consequência mudar o comportamento”. Fiquei pensando muito nisso, quando eu digo muito, é muito mesmo. Essa é a maneira que funciono, quando leio ou quando escuto algo, fico ruminando por horas, as vezes passo o dia pensando, refletindo. Sou do tipo que “encasqueta”. É legal, tenta!

Quando eu estava já no meio do dia, precisei sair, estava dentro do carro quando pensei que era exatamente isso que o Reino de Deus nos propõe, uma mudança de mentalidade que nada mais é do que uma mudança de percepção. Deus nos propõe mudar a nossa percepção pela percepção dele e isso é maravilhoso porque em 100% das vezes nossa vida é mudada junto com nossa percepção. Uma mudança de dentro para fora.

“E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” Romanos 12:2 ARC

Paulo ora pela igreja de Éfeso para que eles recebam um espírito de sabedoria e revelação. Essa oração é poderosa porque é o Espírito Santo que nos ajudará nesse processo de mudança de mente. Há alguns anos uso essa oração para que Deus se revele a mim e assim minhas percepções sejam mudadas.

“não cesso de dar graças a Deus por vós, lembrando-me de vós nas minhas orações, para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação,” Efésios 1:16-17 ARC

Como diz o versículo de Romanos, escrito também pelo apóstolo Paulo, substituir a nossa percepção pela percepção de Deus nos fará experimentar sua boa, perfeita e agradável vontade.

Assim como Paulo, oro para que você, assim como eu possamos receber o espírito de sabedoria e de revelação para que possamos ter nossa mente renovada e assim experimentar a boa, perfeita e agradável vontade de Deus.

Exponha-se a Deus e ao seu Reino através da leitura da Palavra, da oração e das demais disciplinas espirituais, é assim que proativamente nos colocamos na brecha para que nossas percepções mudem.

Tem muita coisa em mim que precisa de uma mudança de mente e eu quero experimentar tudo o que está disponível a mim através de Jesus. E você?

PONTO ZERO by Pedro B Santana

E se hoje fosse o ponto zero da sua vida, o que você faria? Essa pergunta não sai da minha cabeça, eu não paro de refletir nela. Se hoje você pudesse nascer de novo, deixando para trás todas as coisas e avançando para um novo alvo o que você faria?, em Filipenses 3:13-14 fala:13 Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, 14 prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus.

Para tudo e olhe a sua volta: como tem sido a sua vida? É essa a vida que você sempre sonhou e sempre buscou? A verdade é que se os nossos olhos não estiverem fixos em Jesus nossas vidas não será da forma como sempre sonhamos, mas porque? Porque não estaremos vivendo aquilo que nascemos para fazer, que primeiramente é adorar e o louvar o nome de Jesus Cristo, segundo porque Deus tem planos perfeitos para a nossa vida e melhor do que ninguém até de nós mesmos Ele sabe o que é bom e perfeito para nós. Agora para tudo novamente e coloque o seu coração diante de Deus por alguns instantes e pense nessas minhas perguntas.

Eu tenho gastado um tempo em cima disso e te respondo: Essa não tem sido a vida que eu sempre sonhei e sempre busquei, não tem a ver com os bens materiais e com as grandes conquistas, tem a ver que eu entendi que Jesus precisa ser o centro da minha vida e os meus olhos precisam estar fixos nEle, por isso eu voltei meu coração para Cristo e fixei meus olhos ainda mais nEle para que daí eu possa viver a boa e agradável vontade de Deus, meu alvo é Cristo e todas as outras coisas me serão acrescentadas. Quero encorajar você hoje a fixar seus olhos em Cristo, abandonar tudo aquilo que você entende como certo e errado e se render ao temor de Deus na sua vida, vivendo assim da forma como Deus sempre sonhou para você, mas eu te digo seja forte e corajoso e não desista na primeira dificuldade, mas coloque ela diante de Cristo.

Faça hoje o seu ponto zero e fixe os seus olhos em Cristo Jesus

Processos – mais um aprendizado

Eureka! Entendi qual era o ensinamento do processo recente da minha vida. Quando cheguei nesse entendimento percebi quantas situações semelhantes me geravam medo, insegurança, ansiedade.

Hoje, após perceber meu comportamento diante de uma situação descobri que o resultado não era mais medo, mas COMPAIXÃO. Acho que custei a entender a diferença, mas como num flash essa semana me dei conta que algumas situações me impulsionavam a um um desejo intenso de clamar, interceder como se aquela situação estivesse acontecendo comigo. Com o coração partido me peguei orando e intercedendo por uma pessoa que não conhecia.

Algumas situações nunca aconteceram comigo e sinceramente espero que não aconteçam, mas ouvindo a história de uma mulher na fila dos Correios comecei a ficar com o coração moído porque literalmente conseguia me ver no lugar dela que sem razões óbvias começou a me contar sobre seu momento, como aquilo trazia sofrimento, resumindo era muita desgraça. Ouvi, falei algumas palavras para abençoá-la e logo fui embora. Dentro do meu carro, com aquele sentimento de “facilmente eu poderia ser aquela mulher”comecei do íntimo do meu espírito a clamar por ela e sua família. Eu conseguia descrever os sentimentos, a dor, mas também conseguia reconhecer onde estava Jesus em tudo aquilo. Fiquei um tempo ali, clamando como se fosse comigo.

Há algumas semanas atrás aconteceu a mesma coisa depois de ouvir a história de um jovem, fiquei estranha porque conseguia me ver como a mãe daquele menino e clamei como mãe.

Foi então que percebi e pra mim mesma falei “já sei pra que serviu toda provação e sofrimento, foi para que, assim como oro por minhas aflições eu também consiga fazer pelo outro”.

Ter tido essa revelação trouxe alívio porque ao contrário do que acontecia no passado onde o medo gerava vários sentimentos ruins, hoje a COMPAIXÃO me impulsiona a colocar todo aquele sentimento e peso diante do SENHOR e o resultado ao invés de tormenta hoje é de paz, aquela que excede o entendimento e que apenas pode ser dado por Deus.

Concluí que existem provações que trazem proveito pra gente e para os outros basta estarmos atentos aos ensinamentos. Também concluí que isso é parte de AMAR a Deus e AMAR ao próximo.

Você consegue em algum momento perceber algum ensinamento vindo das suas provações?

Tenho certeza que existem muitas outras coisas a aprender, mas por enquanto estou feliz por ter entendido essa parte porque assim conseguirei identificar mais rápido qual o sentimento verdadeiro nas situações.

Resumo: substitui o MEDO por COMPAIXÃO.

E a paz de Deus, que ninguém consegue entender, guardará o coração e a mente de vocês, pois vocês estão unidos com Cristo Jesus.” Filipenses 4:7 NTLH

“Se tiverem amor uns pelos outros, todos saberão que vocês são meus discípulos.” João 13:35 NTLH

Meus irmãos, sintam-se felizes quando passarem por todo tipo de aflições. Pois vocês sabem que, quando a sua fé vence essas provações, ela produz perseverança. Que essa perseverança seja perfeita a fim de que vocês sejam maduros e corretos, não falhando em nada! Mas, se alguém tem falta de sabedoria, peça a Deus, e ele a dará porque é generoso e dá com bondade a todos.” Tiago 1:2-5 NTLH

Uma Cura Interessante (João 9)

Depois de uma das discussões com os escribas e fariseus, Jesus se ausentou porque mais uma vez a intenção era matá-lo.

No caminho Jesus e os discípulos encontraram um cego de nascença, nesse momento eles perguntaram quem havia pecado, o cego ou seus pais. Uma pergunta um tanto engraçada já que se tratava-se um cego de nascença, mas vamos para frente, Jesus respondeu que nem ele e nem seus pais haviam pecado, mas que essa cegueira demonstraria a glória de Deus. O homem foi curado.

Esse homem não tinha visto quem o curou uma vez que Jesus usou um método bem criativo, ele cuspiu na terra, fez um barro e colocou nos olhos do homem e pediu para que ele fosse ao tanque de Siloé para se lavar. O homem fez o que Jesus falou e foi curado. Vida que segue (só que não).

Parece que ele era um cego conhecido porque no caminho as pessoas se questionavam se aquele era o cego que costumava mendigar. E ficou naquela de “é”, “não é” até que ele mesmo respondeu “sou eu sim!”, a segunda parte do questionamento foi sobre quem então o havia curado e o ex-cego sem cerimônia disse que tinha sido Jesus (aparentemente Jesus se apresentou) e descreveu todo o método utilizado.

Como de costume, após a cura esse homem foi levado aos fariseus e a saga das perguntas começou novamente, especialmente porque era sábado. Não bastando o interrogatório com o homem curado, chamaram também seus pais para confirmar o que tinha acontecido.

Jesus bugou o cérebro dos fariseus porque depois de tantas perguntas e terem constatado que de fato aquele homem era cego e agora enxergava, concluíram que então Jesus era pecador (porque a cura aconteceu num sábado) e digo que o cérebro bugou porque de novo eles perguntaram “mas como isso aconteceu mesmo”? O homem se irritou e disse que já tinha contado como tinha acontecido e finalizou “se é pecador não sei, o que sei é que era cego e agora vejo”.

Bom, essa é a história e quero destacar que um cara que passou a vida cego, teve contato com o salvador que trouxe cura não só para cegueira física, mas também para a cegueira espiritual, sei disso porque ele passou a enxergar o que supostamente os fariseus deveriam ver, as realidades do Reino de Deus.

O cego que não enxergava viu as verdades espirituais e os fariseus que enxergavam estavam cegos espiritualmente. Leiam o diálogo e vocês vão perceber com quem estava a sabedoria.

Essa é a beleza do evangelho, parece loucura para os que se dizem sábios e alcança os de coração vulnerável (1 Coríntios 3:18; Salmos 34:18).

A pergunta que fica é: quem sou eu nessa história?

1. Aquele que não consegue ver além do padrão formatado, que não enxerga as maravilhas do Pai se não acontece da maneira que entende ser o “correto”, que está mais preocupado com as regras?

2. Ou o vulnerável que reconhece que os caminhos do Senhor são muito maiores do que os nossos, que reconhece que precisa de ajuda e consegue reconhecer os movimentos de Jesus mesmo que sejam fora do esperado?

A melhor maneira de saber se estamos decifrando direito é desenvolvendo um relacionamento íntimo com o criador onde ouvimos a voz do bom pastor e seguimos mesmo sem entender. Damos glória a Deus Pai por cada centímetro da nossa vida sem questionar o método.

Apenas conhecer de maneira racional Jesus e seu Reino não te faz íntimo de Deus e com isso te faz cego para aquilo que Ele faz. Viva as realidades do Reino de Deus através da fé e confiança naquele que fez o céus e a Terra e que o Espírito Santo traga cada vez mais entendimento espiritual (revelação) e a cada revelação você possa dizer: “uma coisa eu sei, eu era cego e agora vejo”.

“O homem respondeu: — Eu já disse, e vocês não acreditaram. Por que querem ouvir isso outra vez? Por acaso vocês também querem ser seguidores dele? Então eles o xingaram e disseram: — Você é que é seguidor dele! Nós somos seguidores de Moisés. Sabemos que Deus falou com Moisés; mas este homem, nós nem mesmo sabemos de onde ele é. Ele respondeu: — Que coisa esquisita! Vocês não sabem de onde ele é, mas ele me curou. Sabemos que Deus não atende pecadores, mas ele atende os que o respeitam e fazem a sua vontade. Desde que o mundo existe, nunca se ouviu dizer que alguém tivesse curado um cego de nascença. Se esse homem não fosse enviado por Deus, não teria podido fazer nada. Eles disseram: — Você nasceu cheio de pecado e é você que quer nos ensinar? E o expulsaram da sinagoga. Jesus ficou sabendo que tinham expulsado o homem da sinagoga. Foi procurá-lo e, quando o encontrou, perguntou: — Você crê no Filho do Homem? Ele respondeu: — Senhor, quem é o Filho do Homem para que eu creia nele? Jesus disse: — Você já o viu! É ele que está falando com você! — Eu creio, Senhor! — disse o homem. E se ajoelhou diante dele.”
‭‭João‬ ‭9:27-38‬ ‭NTLH‬‬

Davi, homem segundo o coração de Deus

Muitas coisas se escrevem sobre o porque Davi foi um homem segundo o coração de Deus, já ouvi e acho até que fiz comentários do tipo: “apesar da lambanças de Davi, ele ainda foi considerado um homem segundo o coração de Deus”. Que comentário mais “fail” rsrsrsrs

Porque Davi era um homem segundo o coração de Deus? Simplesmente porque Deus disse que ele era, simples! Deus não nos deu grandes análises do porque, qualquer coisa que se fale ou escreva é pura conclusão própria, erradas? Talvez não, mas o fato é que Deus falou isso antes mesmo de Davi ser rei e em decorrência a desobediência de Saul. 1Samuel 13:13-14 diz que Saul desobedeceu ao Senhor e por isso seu reinado não seria perpetuo em Israel, logo em seguida Samuel diz que o senhor procurou um homem segundo seu coração e o designou líder do povo.

Davi era músico e pastor de ovelhas, literalmente, e nessa posição foi que o senhor estabeleceu o reinado de Davi e o considerou segundo seu coração. Davi nem sonhava que seria rei e muito menos que o Senhor procurou e achou nele alguém segundo seu coração. Isso não é incrível? O que Davi tinha de especial aos nossos olhos? NADA! Nem seu pai considerou que ele pudesse ser o ungido, e apresentou todos os filhos a Samuel, menos Davi.

Sem nem desconfiar, boa parte da vida de Davi foi um treinamento, o temor a Deus, o destemor dos ursos e leões. Ele desenvolveu suas habilidades e caráter enquanto tocava harpa e apascentava ovelhas, tarefas que pra ele eram corriqueiras.

Fico pensando se sou sábia para aprender enquanto vivo e mansa para estar exatamente onde devo nessa hora, sem reclamar. O Senhor nos treina e nos usa de formas que nunca sonhamos. Um dia olharemos para trás e veremos o quanto da nossa jornada se tornou ferramentas nas mãos do Senhor.

Ficar atento e tirar o máximo de aprendizado do presente é o mais sábio a fazer e assim como Davi, ter certeza de quem é nosso Senhor e do seu poder nos fará “matar leões”, “matar ursos” e  “matar golias”.

Ao invés de lamentar sobre nossa posição hoje, pergunte ao Espírito Santo o que podemos aprender, se disponibilize para Seu chamado. Deixe o Senhor te encontrar e dizer “já escolhi alguém pra essa tarefa, alguém segundo o meu coração”.

Lembre-se, Deus não chamou Davi de homem segundo seu coração porque Ele tinha feito tudo como Deus queria, mas o chamou bem antes porque tinha certeza de que Davi faria. Um coração manso e obediente é o que Deus procura.

‘Disse Samuel: “Você agiu como tolo, desobedecendo ao mandamento que o Senhor, o seu Deus, deu a você; se tivesse obedecido, ele teria estabelecido para sempre o seu reinado sobre Israel. Mas agora o seu reinado não permanecerá; o Senhor procurou um homem segundo o seu coração e o designou líder de seu povo, pois você não obedeceu ao mandamento do Senhor ”. ‘ 1 Samuel 13:13-14

‘Depois de rejeitar Saul, levantou-lhes Davi como rei, sobre quem testemunhou: ‘Encontrei Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração; ele fará tudo o que for da minha vontade’ . ‘ Atos 13:22