ALEGRIA

Tenho pensado muito sobre essa palavra: ALEGRIA. Acho que o fato de estarmos vivendo uma época estranha da vida, onde nossas relações foram alteradas, nosso comportamento também se alterou, não temos mais liberdade plena para ir e vir, tudo isso tem gerado ansiedade por não saber como será o amanhã, medo de algo que não vemos, medo de ficar doente, medo de contribuir para a doença do outro todos esses fatores trazem como resultado o roubo da alegria, se é que tínhamos de verdade ou se apenas nos contentávamos com fatores externos.

Alegria é um estado de contentamento, júbilo.

Se então a alegria é um estado comecei a refletir que não depende de fatores externos, mas sim depende de algo que vem de dentro para fora. Contentamento, gratidão, valores, visão.

Pra ter alegria precisamos de uma vida de verdade, olhar ao nosso redor e perceber o quanto somos agraciados, afinal a própria vida já é uma dádiva. Já parou pra pensar quantos fatores devem estar alinhados para que você esteja vivo? O problema é que temos sido insatisfeitos porque olhamos para fora e focamos no que não temos. Olhamos as redes sociais, a vida que assumimos como verdade e supomos que a vida do amiguinho é melhor do que a nosso, focamos nos fatores externos. Já parou para pensar que tudo isso é ilusão?

Então, qual é a chave para a alegria? Se você crê que Jesus é Senhor, que a Bíblia é a Palavra de Deus então continue a ler esse texto porque tudo será baseado nessas duas crenças.

Primeiro, a Bíblia fala que a ALEGRIA é um fruto do Espírito e como fruto deve ser buscada (GÁLATAS 5:22).

Em João 15:11 Jesus diz que para que nossa alegria seja completa devemos:

• Permanecer no seu amor

• Guardar os mandamentos (valores ditos por Deus) – (veja também Salmos 97:11)

Em Filipenses 3:3 Paulo (apóstolo) fala para não colocarmos nossa confiança na nossa carne, ou seja, em nosso conhecimento, nossos títulos ou no que pensamos a respeito das coisas, mas ao contrário, devemos nos alegrar em Jesus (permanecer no seu amor) e naquilo que nos ensina (guardar os mandamentos).

Nessa mesma carta Paulos nos dá passos práticos para isso (Fillipenses 4:4-7), atitudes que nos trará a paz de Deus e consequentemente alegria.

Ele diz: “Alegrar sempre no Senhor” e em seguida diz o como:

• Não estando ansioso. Como? ele mesmo responde dizendo para colocarmos TUDO diante de Deus através de ORAÇÃO e SÚPLICA. Em fé confiar que Ele faz com que TUDO coopere para o bem daqueles que o amam.

• Encher o nosso pensamento com tudo o que é bom, correto e de boa fama. Largar o negativismo, virar o copo e mudar a perspectiva (Filipenses 4:8). Ou seja, capturar o pensamento, mudar a direção dele.

Para finalizar, tire uns minutinhos e pense sobre a sua ALEGRIA, ela tem sido um estado ou tem sido um momento. Se perceber que está ansioso e descontente avalie seus pensamentos e se necessário mude o rumo. Reorganize sua vida e seus pensamentos e comece a colocar para dentro o que vai gerar vida, coloque suas preocupações diante de nosso Pai e confie que Ele dará sua paz, que excede todo entendimento.

E entenda, a alegria completa nunca virá de fatores externos!

Meu blog chama “o que tenho aprendido”e foi exatamente sobre isso que aprendi nas últimas semanas após me pegar em momentos de bastante ansiedade.

Lucas 12:13-34

Tenho me surpreendido com o que Jesus ensina, Deus tem me revelado tópicos claros de discipulado nesse livro. Que legal!

Jesus em Lucas 12:13-34 ensina sobre GENEROSIDADE. Dentro desses versículos, consigo ver Jesus ensinando para dois grupos de pessoas, aos que “tem” e aos “que não tem” recursos para serem generosos.

1. Generosidade x Ganância (Lc 12: 13-21): Jesus conta a história de um fazendeiro que sabia que a colheita seria boa e decidiu aumentar seus celeiros para guardar tudo e se aposentar. Primeiro no versículo 15 Jesus adverte o povo “Tomem cuidado! Protejam-se de todo o tipo de ganância. A vida não é definida pelas coisas que você tem”. Após contar a história ele termina assim “Deus, então, apareceu a ele (fazendeiro) e disse: ‘Tolo! Você vai morrer essa noite! E seu celeiro grande e abarrotado? Para quem ficará?”. Aí ele termina “É isso que acontece quando você enche seu celeiro do próprio eu, não de Deus”. (versão A Mensagem)

2. Generosidade x Preocupação (Lc 12:22-34): Jesus fala com os discípulos para não se preocuparem com a roupa, comida ou bebida porque nenhuma preocupação mudaria um centímetro que fosse de qualquer coisa. Aí no versículo 29-32 Jesus diz “Quero convencê-los a relaxar, a não se preocuparem tanto em adquirir. Em vez disso, prefiram dar, correspondendo, assim, ao cuidado de Deus”. “Orientem sua vida de acordo com a realidade, a iniciativa e a provisão de Deus. Não se preocupem com as perdas e descobrirão que todas as necessidades serão satisfeitas.”

Moral da história, mais do que ter ou se preocupar com o que não tem, Deus valoriza a generosidade. Se Jesus falou para os dois grupos é porque ele sabe que generosidade não tem a ver com o que se tem e sim com a confiança que temos em Deus. O texto que separei termina com os versículos 33-34 dizendo “Sejam generosos. Ajudem os pobres. invistam no banco que jamais irá falir, aquela agência no céu a salvo de assaltantes e falsários, na qual vocês podem confiar. Saibam que o lugar que vocês mais desejam estar é perto do seu tesouro; e é lá que acabarão indo parar”.