Deus abençoa a escolha de Rute

Resumindo grossamente, Rute é uma moabita que ficou viúva e mesmo sem perspectiva escolheu ficar com sua sogra e seu povo, ou seja, Rute escolheu ser estrangeira entre o povo de Deus.

Muitas coisas aprendo com a história de Rute, mas quero destacar um tema principal que está no capítulo 2 do livro com mesmo nome. A Proatividade e excelência de Rute.

Por um lado a sogra que até mudou o nome de Noemi para Mara, que quer dizer Amarga, do outro Rute que ao invés de se amargurar e lamentar foi em busca de trabalho, já que todos os homens da família haviam morrido. Assim ela foi recolher espigas.

Não era o melhor trabalho do mundo, aliás na minha cabeça seria o pior porque trabalhar o dia todo debaixo do sol não deve ser moleza, mesmo assim Rute o executou com garra e excelência. Como sei disso? Veja o versículo 7 do capítulo 2: “Ela me pediu que a deixasse recolher e juntar espigas entre os feixes, após os ceifeiros. Ela chegou cedo e está em pé até agora. Só sentou-se um pouco no abrigo”.” 

A excelência e garra de Rute despertou o interesse de Boaz (dono da terra e mais tarde ela vem a saber que ele era seu resgatador) que resultou em favor/bênção. Vejo isso no versículo 8-9 do capítulo 2:  Disse então Boaz a Rute: “Ouça bem, minha filha, não vá colher noutra lavoura, nem se afaste daqui. Fique com minhas servas. Preste atenção onde os homens estão ceifando, e vá atrás das moças que vão colher. Darei ordem aos rapazes para que não toquem em você. Quando tiver sede, beba da água dos potes que os rapazes encheram”.” 

A atitude de Rute me mostra algumas coisas:

  1. Nossa condição, não necessariamente dita nosso futuro. Ser fiel traz bênção e não maldição. Ela ficou viúva, sem perspectivas, poderia ter voltado para seu povo e sua terra, mas ainda assim escolheu cuidar de sua sogra e estar com o povo de Deus. “Rute, porém, respondeu: “Não insistas comigo que te deixe e que não mais te acompanhe. Aonde fores irei, onde ficares ficarei! O teu povo será o meu povo e o teu Deus será o meu Deus!” Rute 1:16 
  2. Mesmo em meio a dificuldades, ficar parado não é uma boa escolha. Nosso movimento nos aproxima da bênção de Deus. “Rute, a moabita, disse a Noemi: “Vou recolher espigas no campo daquele que me permitir”.Rute 2:2
  3. Quando temos a motivação correta, Deus coloca pessoas no nosso caminho que acabam sendo portas abertas. “Então ela foi e começou a recolher espigas atrás dos ceifeiros. Casualmente entrou justo na parte da plantação que pertencia a Boaz, que era do clã de Elimeleque.” Rute 2:3
  4. A excelência traz o favor de Deus e das pessoas. “Boaz respondeu: “Contaram-me tudo o que você tem feito por sua sogra, depois que você perdeu o seu marido: como deixou seu pai, sua mãe e sua terra natal para viver com um povo que você não conhecia bem. O SENHOR retribua a você o que você tem feito! Que seja ricamente recompensada pelo SENHOR, o Deus de Israel, sob cujas asas você veio buscar refúgio!”” Rute 2:11-12 

Termino dizendo a mim mesma: “não fique parada lamentando tudo o que dá errado na vida, seja proativa, se movimente porque Deus se movimentará e abrirá portas e trará favor.”

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s