Em teus braços – Pensamentos soltos

Sabe aquela vontade de estar num lugar seguro, abraçada, acolhida, pois é hoje foi um dia desses, uma vontade profunda de estar nesse lugar de amor e de bondade. Completamente entregue, exausta, corpo, alma e espírito. Como é bom!

Abri meu piano, a música fluiu, cansei porque meu corpo estava exausto. Liguei a TV, conectei o youtube e ali deixei, fluiu. Deitei pra contemplar e as palavras saíram, fluiu. Me senti tão encaixada que não queria sair, fluiu.

“Se estou fraco ou forte tua mão se move, posso não ver, mas és meu norte” essa foi uma das coisas que declarei. Mas estou cansada e simplesmente me contentei em ficar em Teus braços, não existe lugar melhor.

Meu Pai querido, aquele que me recebe e celebra quem eu sou. Sou feliz simplesmente por acreditar nas suas promessas.

Tanta coisa incrível, quantos ensinamentos e quantas revelações, que lugar maravilhoso esse que nos encontramos. Estou extasiada mais uma vez, apenas um toque teu.

Termino com o Salmos 139

Senhor, tu me sondas e me conheces.
Sabes quando me sento e quando me levanto; de longe percebes os meus pensamentos.
Sabes muito bem quando trabalho e quando descanso; todos os meus caminhos te são bem conhecidos.
Antes mesmo que a palavra me chegue à língua, tu já a conheces inteiramente, Senhor.
Tu me cercas, por trás e pela frente, e pões a tua mão sobre mim.
Tal conhecimento é maravilhoso demais e está além do meu alcance, é tão elevado que não o posso atingir.
Para onde poderia eu escapar do teu Espírito? Para onde poderia fugir da tua presença?
Se eu subir aos céus, lá estás; se eu fizer a minha cama na sepultura, também lá estás.
Se eu subir com as asas da alvorada e morar na extremidade do mar,
mesmo ali a tua mão direita me guiará e me susterá.
Mesmo que eu dissesse que as trevas me encobrirão, e que a luz se tornará noite ao meu redor,
verei que nem as trevas são escuras para ti. A noite brilhará como o dia, pois para ti as trevas são luz.
Tu criaste o íntimo do meu ser e me teceste no ventre de minha mãe.
Eu te louvo porque me fizeste de modo especial e admirável. Tuas obras são maravilhosas! Disso tenho plena certeza.
Meus ossos não estavam escondidos de ti quando em secreto fui formado e entretecido como nas profundezas da terra.
Os teus olhos viram o meu embrião; todos os dias determinados para mim foram escritos no teu livro antes de qualquer deles existir.
Como são preciosos para mim os teus pensamentos, ó Deus! Como é grande a soma deles!
Se eu os contasse seriam mais do que os grãos de areia. Se terminasse de contá-los, eu ainda estaria contigo.
Quem dera matasses os ímpios, ó Deus! Afastem-se de mim os assassinos!
Porque falam de ti com maldade; em vão rebelam-se contra ti.
Acaso não odeio os que te odeiam, Senhor? E não detesto os que se revoltam contra ti?
Tenho por eles ódio implacável! Considero-os inimigos meus!
Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece as minhas inquietações.
Vê se em minha conduta algo que te ofende, e dirige-me pelo caminho eterno.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s