Mulher: Flor X Espada

Tenho aprendido muito sobre a mulher, sua origem, verdades abafadas pelo pecado. Especialmente com essa “briga” entre sexos, feminismo versus machismo, onde estamos realmente nesse questão toda? Quem somos de verdade?

De imediato posso dizer que somos flor, mas somos também espada. Jaja você entenderá.

De acordo com a origem, o verbo utilizado na criação da mulher significa “construir de acordo com um propósito”.

Primeira coisa muito importante, foi DEUS quem identificou que não era bom que o homem vivesse só (Genesis 2:18). O homem não tinha percebido e nem tinha observado os “casais” de animais. Temos a tendência de dar uma conotação sexual na decisão de Deus criar a mulher e quando fazemos isso reduzimos e MUITO seu papel. Não fomos criadas para um propósito sexual, embora o sexo faça parte. O comando de ser frutífero, multiplicar e subjugar a terra foi dado aos dois, homem e mulher, colocando assim a importância dos dois com mesmo peso e medida (Genesis 1:27-31). Cada um com seu papel! Mulher não é homem e se entendermos nosso chamado espiritual, essa besteira de competição vai por água a baixo. Não tem melhor ou pior, mais ou menos importante.

No hebraico o “estar sozinho”simboliza desordem e Deus identificou que de alguma forma havia uma “desordem” no fato do homem estar sozinho.

Mas vamos a FLOR e a ESPADA. A palavra utilizada para descrever a mulher é Ézer Kenegdo (ajudadora idônea), a primeira significa AJUDA e a outra, OPOSIÇÃO. Mais ou menos assim, no caso do homem ser JUSTO e ABENÇOADO, ela ajuda/apoia, se ele é FRACO e INJUSTO, ela se opõe. Talvez devêssemos entender qual o papel do homem para julgar o que é ser justo/injusto ou fraco e resumindo o homem foi chamado a lembrar e obedecer as instruções de Deus, expressar adoração no que faz (trabalho). A mulher é aquela que o ajuda nessa missão de lembrar para que ele possa obedecer, cria um ambiente seguro para que ele possa expressar a adoração onde quer que esteja ou no que quer que faça.

Como Flor é aquela que lembra e o apoia a exercer seu chamado diante de Deus.

Como Espada se opõe, traça limites para que ele volte e desenvolva seu chamado de acordo com o que Deus propôs pra ele.

Ser uma mulher que apenas fala “sim, senhor” para seu marido não o ajuda em sua missão. Ajuda e oposição estão diretamente ligados ao seu propósito de ser aquela que “foi construída com um propósito”. Somos fortes por natureza, protegemos por natureza, somos guerreiras por natureza, uma natureza que Deus, nosso criador nos deu.

Leia provérbios 31 e identifique-se naquela mulher, uma mulher que descreve essas qualidades que falei acima, ela não é utópica. Ela trabalha, cuida para que tudo esteja em ordem (no sentido literal), não deixa faltar nada, etc etc etc

Somos resgatadas por Jesus, redimidas em seu sangue, tire os entulhos que atrapalha enxergar quem você realmente é diante de Deus.

Referências: Gênesis 1:27-31; Gênesis 2:18; Provérbio 31.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s